1.ª DIVISÃO AF SETÚBAL»» Fabril 1 Charneca 0

Luís Conceição fez explodir de alegria todos os fabrilistas…


DESPORTIVO FABRIL ASSEGURA TÍTULO DE CAMPEÃO NA ÚLTIMA JOGADA DO ENCONTRO

Charneca de Caparica contesta fortemente a actuação do árbitro que acrescentou mais quatro minutos aos cinco que havia dado para compensação e não assinalou um penalti contra o Fabril
 O Desportivo Fabril derrotou o Charneca de Caparica por 1-0 com um golo marcado no último lance do jogo, num livre cobrado por Luís Conceição, que havia entrado minutos antes em substituição de Tiago Almeida, e em consequência disso acabou por fazer a festa de campeão, quando falta disputar ainda uma jornada.

No final do jogo deu-se a natural explosão de alegria com os jogadores a festejarem em pleno relvado e os seus adeptos, que compareceram em número bastante aceitável no Estádio Alfredo da Silva, a aplaudirem com entusiasmo os protagonistas.

A contrastar com a alegria dos fabrilistas estava o desalento e até mesmo alguma indignação dos charnequenses que contestaram fortemente a actuação do árbitro da partida pelo facto de não ter assinalado uma grande penalidade contra o Fabril já em período de compensação e de ter prolongado o tempo extra em mais cinco minutos para além daqueles que havia dado.

Élio Santos, no final da partida, estava completamente revoltado com o sucedido dizendo que em nada justificava todo aquele tempo a mais porque a sua equipa nunca fez antijogo, “quando muito justificava-se mais um minuto devido à lesão e substituição do Fred mas nunca o tempo que ele deu. Quando o livre que deu o golo ao Fabril foi assinalado o cronómetro assinalava 99 minutos e 22 segundos”.

Pela forma como as coisas foram decorrendo, e como o próprio treinador do Fabril reconhece, não foi nada fácil a tarefa da equipa do Lavradio porque encontrou pela frente uma equipa muito bem estruturada e devidamente organizada que complicou bastante a sua missão.

O Desportivo Fabril teve mais posse de bola e dispôs de mais oportunidades de golo, incluindo uma bola atirada ao poste ainda no decorrer da primeira parte, mas o Charneca de Caparica também teve as suas sobretudo no decorrer da segunda parte.

Ao Fabril valeu a atitude dos seus jogadores que nunca deixaram de acreditar e foram lutando sempre pela conquista do objectivo que foi alcançado sem qualquer tipo de dúvida com alguma felicidade.

Tivemos a estrelinha da sorte mas isso só aconteceu porque trabalhámos bastante nesse sentido. Foi uma época de grande desgaste mas nós acabámospor ser os melhores. Os jogadores estão de parabéns porque fomos campeões”, dissse no final da partida com grande satisfação o treinador do Fabril, Manuel Correia, que conquista assim o seu segundo título ao serviço do clube. 





A OPINIÃO DOS TREINADORES…   


MANUEL CORREIA, treinador do Desp. Fabril: 





ÉLIO SANTOS, treinador do Charneca de Caparica: 

Share on Google Plus