1.ª DIVISÃO AF SETÚBAL»» Grandolense 2 Fabril 1

Karadas abriu o activo aos dois minutos…


CAMPEÃO FEZ UM JOGO DESCONTRAÍDO PORQUE O MAIS IMPORTANTE JÁ ESTAVA ASSEGURADO


O Grandolense terminou a época com uma vitória alcançada sobre o Desportivo Fabril por 2-1 no jogo que ambos disputaram no Estádio Municipal de Grândola relativo à última jornada do Campeonato Distrital da 1.ª Divisão.

Esta foi uma despedida em grande da equipa alentejana não só porque teve a oportunidade de derrotar o campeão mas também porque terminou esta época de 2015/2016 em quinto lugar, uma posição bastante honrosa para uma equipa recheada de bons elementos mas com um plantel demasiado curto que revelou alguma insuficiência em determinados momentos do campeonato. A equipa orientada por António Gomes que acumula as funções de treinador e presidente [após a saída de Carlos Neves] terminou o campeonato com 48 pontos provenientes de 14 vitórias, seis empates e 10 derrotas e com um saldo positivo de 13 golos [51 marcados e 38 sofridos]. Portanto, não restam dúvidas que realizou mesmo um bom campeonato.

O Desportivo Fabril que se apresentou nesta partida com uma equipa composta por alguns elementos menos utilizados não conseguiu evitar a derrota mas isso pouca importância tem porque o mais importante já sido sido assegurado na jornada anterior. A turma comandada por Manuel Correia foi a mais consistente e a mais regular durante os 30 jogos do campeonato acabando por justificar desta forma o título de campeão, depois de um despique bastante curioso com o Amora. A equipa do Lavradio terminou a competição com 71 pontos, foi a que obteve o mair número de vitórias (22), a que teve o melhor ataque com 68 golos marcados e [em conjunto com o Amora] a defesa menos batida com 23 golos sofridos. Os números falam por si…  

Nesta partida disputada em Grândola há a realçar a forte entrada da equipa da casa que se colocou na frente do marcador logo aos dois minutos por intermédio do seu melhor marcador [Karadas]. As oportunidades não foram muitas e a bola só voltou a entrar numa das balizas já em período de compensação para o intervalo e numa situação de bola parada precisamente na cobrança de um livre directo por Luís Conceição que na semana anterior havia marcado da mesma forma o golo que garantiu a conquista do título.

Na segunda parte ambas as equipas continuaram à procura do golo que acabou por surgir para a equipa de Grândola que carimbou assim a vitória já relativamente perto do fim (84’), por Fábio.


A OPINIÃO DOS TREINADORES…


ANTÓNIO GOMES, treinador do Grandolense:



MANUEL CORREIA, treinador do Desp. Fabril:
Share on Google Plus