2.ª DIVISÃO AF SETÚBAL»» Palmelense 3 FC Setúbal 0

FC Setúbal com muitos condicionalismos só cedeu a 15 minutos do fim…


JOGO MARCADO PELA DESPEDIDA DE PAULO SOUSA QUE COLOCOU UM PONTO FINAL NA SUA CARREIRA


Na despedida dos seus adeptos em casa o Palmelense derrotou o FC Setúbal por três bolas a zero em jogo referente à 9.ª jornada da segunda fase do Campeonato Distrital da 2.ª Divisão que ficou marcado pela despedida de Paulo Sousa que, aos 33 anos de idade e após quatro épocas ao serviço do clube, resolveu colocar um ponto final na sua carreira de jogador.

O momento que o Palmelense queria que fosse de festa e de homenagem ao seu capitão de equipa acabou por ficar ensombrado devido a uma atitude do árbitro que terá exagerado na amostragem do segundo cartão amarelo e consequente vermelho quando o jogador se preparava para ser substituído e foi colocar a braçadeira de capitão no braço de Pedrinho [sub-capitão], numa altura em que a sua equipa ganhava por 3-0 e o cronómetro assinalava 88 minutos. Portanto, não havia necessidade…

Sobre o jogo o que se pode dizer é que a vitória da equipa de Palmela não merece qualque tipo de contestação porque foi de facto superior durante os 90 minutos.

Convém no entanto salientar que a equipa setubalense se apresentou nesta partida algo condicionada. Em primeiro lugar porque se apresentou apenas com 11 jogadores; ou seja, sem qualquer suplente no banco, depois porque se viu na contingência de fazer alinhar na baliza um jogador [Obama] que nunca foi guarda-redes e ultimamente porque foi obrigado a jogar com apenas com 10 jogadores devido à expulsão de David aos vinte minutos de jogo.

Na primeira parte [que chegou ao fim sem golos] a partida ainda decorreu com algum equilíbrio mas depois na segunda a jogar em superioridade numérica a equipa de Palmela, aproveitando também algum desgaste físico do adversário, conseguiu marcar três golos sem resposta que garantiu o triunfo.

Ainda assim há que realçar o desempenho da equipa setubalense que resistiu ao maior assédio do Palmelense que só conseguiu abrir o activo aos 75 minutos por intermédio de Paulo Sousa. Diogo (81’) e João Antunes (85’) foram os outros marcadores da equipa orientada por Flávio Santos que vai terminar o campeonato em 3.º lugar.


Na próxima jornada o Palmelense desloca-se a Sines para defrontar o Vasco  da Gama num jogo que servirá apenas para cumprir calendário e o FC Setúbal recebe [no Faralhão] a equipa do Paio Pires num encontro que vai decidir quem será o último classificado.   




A OPINIÃO DOS TREINADORES...


ANTÓNIO PEREIRA, director desportivo do Palmelense: 




MÁRIO LEANDRO, treinador do FC Setúbal: 




Share on Google Plus