MONTIJO»» Olívio Cordeiro está de saída

Treinador explica razões porque não chegou a acordo com o clube…


“NÃO ME IDENTIFICO COM A NOVA ESTRUTURA QUE VAI COORDENAR O FUTEBOL”


Olívio Cordeiro, que nas últimas duas épocas chefiou a equipa técnica que comandou o Olímpico do Montijo na 1.ª Divisão Distrital, está de saída do clube.

A notícia chegou à nossa mesa de trabalho e foi confirmada pelo próprio que teve connosco uma pequena conversa sobre o assunto onde salientou a sua satisfação pelo trabalho desenvolvido e ao mesmo tempo um certo vazio por não poder lutar no terceiro ano, pelos lugares cimeiros da 1.ª divisão distrital ao serviço do Olímpico.

Olívio Cordeiro nega a existência de divergências entre si e o clube onde sempre se sentiu bem realçando contudo que a sua saída tem apenas a ver com a entrada em funções de uma nova estrutura para coordenar o futebol com a qual não se identifica por mexerem com os seus valores como pessoa.

O treinador do Olímpico adiantou ao nosso jornal que se vai manter em funções com a mesma dedicação de sempre até ao fim do campeonato e quanto ao seu futuro a única certeza que tem é o gozo de uma semana de férias com a família.


“Direcção do clube foi informada no decorrer desta semana”


Tivemos conhecimento que não chegou a acordo com o Olímpico do Montijo para a sua continuidade na próxima época. Tem algum fundamento esta informação?
É verdade, foi algo que tive a oportunidade de informar a direcção do clube no decorrer desta semana.

Quais foram concretamente os pontos de divergência entre as duas partes?
Tenho uma relação muito boa com todos os elementos da direcção e seria injusto da minha parte dizer que existe divergências com o que seja com o clube e gentes desta magnifica cidade. O que aconteceu foi que vai entrar uma nova estrutura para coordenar o futebol que mesmo ainda que no “background” se movimenta de uma forma que mexe com os meu valores como pessoa e que vêem o futebol em geral de uma forma com a qual nada me identifico. De futuro estou certo que essa incompatibilidade irá ser facilmente visível.

Sai magoado com alguém ou considera uma situação perfeitamente normal?
À experiência adquirida ao longo destes 14 anos como treinador, somente posso responder que é uma situação normal, para mais num clube apetecível numa cidade estrategicamente localizada numa zona de eleição do nosso país.


“Tenho um orgulho tremendo pelo trabalhado desenvolvido nestes dois anos”


Como classifica esta sua passagem pelo Olímpico do Montijo. Ficou satisfeito com o trabalho desenvolvido?
Não creio que tenha de ser eu a classificar a passagem pelo Olímpico. Ao nível da satisfação tenho um orgulho tremendo pelo trabalhado desenvolvido nestes dois anos ao serviço do Olímpico do Montijo. Dou destaque à promoção de bastantes jovens ao plantel principal quando já me preparava para fazer o mesmo a mais uns quantos juniores do clube, e neste segundo ano de ter formado uma equipa quase 100% “made in” Montijo Fica o vazio de não lutar no terceiro ano, pelos lugares cimeiros da 1.ª divisão distrital ao serviço do Olímpico.

E agora que vai fazer. Ficar à espera que o telefone toque?
Não quero aproveitar este espaço para me promover, pois sempre trabalhei e cresci pelo meu empenho e dedicação. Vou trabalhar ao máximo até à última jornada em que recebemos os Pescadores de forma a conquistar a melhor classificação. Depois o que vou fazer de certeza é tirar uma semana de férias com a minha família.

Que mais lhe apetece dizer nesta altura?

Que estou aliviado, foram duas semanas duras que mexeram com a minha actividade profissional. Enviar um abraço a todos os jogadores com quem trabalhei nestes dois anos. Um agradecimento especial aos meus dois “braços direitos” Carlos Nascimento e Hugo Gonçalves, ao presidente João Monteiro e a toda a estrutura do clube que de uma forma ou de outra me ajudou nestes dois anos. Aos “malucos” do orgulho que continuem a puxar pela vossa cidade. Não podia deixar passar em claro o trabalho desenvolvido pelo José Pina com quem sempre tive curtas conversas mas de uma cordialidade tremenda. Obrigado pelo que faz no desporto amador na margem sul.


Share on Google Plus