AMORA»» David Martins fala da vitória na taça

Jogar num estádio como este dá outra motivação…


”ESTE GRUPO DE JOGADORES FICARÁ PARA SEMPRE LIGADO À HISTÓRIA DO CLUBE”


O treinador do Amora, David Martins, era um homem extremamente feliz no final da partida porque conquistou um troféu mas recordou que os objectivos, em termos de grupo, passavam também pela conquista do título no campeonato…

“A cara de quem ganha é sempre diferente de quem perde. Fizemos por merecer a taça. Fomos uma equipa que assumiu desde o início do jogo uma toada mais ofensiva em busca do golo com o Beira Mar a fechar bem os caminhos para a baliza e tentar explorar as transições rápidas e aproveitar eventualmente alguma bola parada que pudesse vir a ter. Na primeira parte estivemos constantemente em cima do adversário mas não fomos muito eficazes no último terço, tal como não fomos na segunda porque tivemos muitas oportunidades flagrantes de golo que não concretizámos. O resultado poderia ter sido outro mas o importante era conquistar a taça, fosse por que resultado fosse. Nós queremos fazer sempre mais e brindar os adeptos com mais golos e com mais qualidade ofensiva. Não foi possível fazer mais mas fica o prémio para estes jogadores que trabalharam muito durante a época e mereceram claramente sair vencedores deste jogo”. 

“Terminámos bem porque conquistámos um troféu mas tínhamos outros objectivos em termos de grupo que passavam também por ser campeões. De qualquer forma este grupo de jogadores ficará para sempre ligado à história do clube porque conquistaram mais um troféu para o Amora”.

“Este é um estádio diferente. Não é normal no distrital jogarmos num estádio com estas condições: a relva estava fantástica, o ambiente muito bom e muita gente no estádio que é enorme. Acaba por dar alguma indicação aos jogadores e fomentar alguma emoção que se vive a outros níveis. É um verdadeiro prémio para as equipas que aqui conseguem chegar”.


Fábio Santos, o autor do golo:
” Trabalhámos muito para conquistar esta taça”

O defesa central Fábio Santos foi o marcador do golo que deu a vitória ao Amora e a conquista da taça mas o jogador desvaloriza a situação. “É uma sensação muito boa mas o golo é de toda a equipa”, disse a propósito:  
“Ter marcado o golo da vitória foi uma sensação muito boa mas o golo é da equipa toda. Trabalhámos muito para conquistar esta taça e tivemos muitas oportunidades. Por isso, em minha opinião, este foi um justo prémio. Só foi pena não termos ganho o campeonato. Esta vitória acabou por salvar um pouco a época.




Share on Google Plus