BANHHEIRENSE»» Clube vai apostar na juventude


Rui Fonseca perspectiva nova época desportiva…


“NÃO EXISTE DINHEIRO EM ABUNDÂNCIA, MAS EXISTE UMA ENORME VONTADE DE FAZER BEM”


O Banheirense anunciou no final da passada semana a continuidade de Rui Fonseca como treinador da sua equipa de futebol sénior que alcançou na época que agora terminou um excelente sexto lugar.

O nosso jornal sabe que o técnico estava a ser assediado por outros clubes tendo declinado os convites para honrar a palavra dada anteriormente aos dirigentes do clube da Baixa da Banheira com quem tem tido uma grande cumplicidade.

Aproveitando o momento convidámos Rui Fonseca para falar um pouco sobre o acordo estabelecido e dos objectivos para a nova temporada e ficámos a saber que a aposta vai continuar a ser feita na juventude não só por necessidade mas também por opção e convicção.

Na conversa que manteve connosco Rui Fonseca fez também o balanço da época de 2105/2016 onde salientou o excelente comportamento do grupo de trabalho que culminou com a obtenção do sexto lugar na tabela classificativa.

Por fim deixou votos para que o Complexo Desportivo da União Banheirense venha a ser uma realidade e deixou um repto aos adeptos para que compareçam em maior número aos jogos para que a equipa sinta mais calor humano.


“Tem havido uma grande cumplicidade entre todos”

Chegou a acordo com a direcção do Banheirense para a sua continuidade no comando técnico da equipa. Isso quer dizer que se está a dar bem com os ares da Baixa da Banheira... 
Sim, de facto desde o momento em que começámos a trabalhar em conjunto (há uma época e meia),  tem havido uma grande cumplicidade entre todos os responsáveis e isso faz com que esteja muito satisfeito no Banheirense. As pessoas têm sido impecáveis no apoio à equipa de futebol. Não existe dinheiro em abundância, mas existe uma enorme vontade de fazer bem, não existe poder financeiro, mas existe um grande poder que é o da organização, e é esta a nossa máxima, pouco dinheiro mas muita organização.

A equipa técnica vai manter-se ou está prevista alguma alteração?
Estamos a prever a entrada de mais um elemento.

E em relação à próxima temporada já foram traçados os objectivos?
Os objectivos do clube são os mesmos, ou seja, a manutenção na 1.ª Divisão Distrital. Os da equipa técnica também se mantêm, ou seja, evoluirmos individualmente para que o colectivo fique mais forte. Queremos ajudar os atletas a crescerem, e prepará-los para patamares mais elevados.

A aposta vai continuar a ser feita na juventude?
Sim. Por necessidade, mas também por opção e convicção. Uma vez que não temos dinheiro, não conseguimos “ir ao mercado”, sabemos que é quase impossível trazermos jogadores experientes e de grande qualidade. E, então, temos de procurar jovens que queiram evoluir, que queiram trabalhar com toda a força e humildade. Nós no Banheirense temos espaço para todos, sejam mais velhos ou mais novos. Para lhe dar um exemplo, esta época tínhamos no plantel 5 jogadores acima dos 30 anos e em contrapartida tínhamos o Alex ainda júnior e 7 atletas seniores de primeiro ano.


“Após a segunda jornada nunca estivemos abaixo do 6.º lugar”

Voltando um pouco atrás. Qual o balanço que faz da época que agora terminou?
No nosso ponto de vista foi extremamente positiva. Quando no início da época os adeptos viam que apenas tínhamos 9 jogadores que transitavam da época anterior, ficaram muito alarmados e preocupados, mas nós tínhamos muita confiança no trabalho que aqui se desenvolve, e sempre dissemos para apoiarem os rapazes, que eles (os adeptos) iriam ficar muito honrados com os desempenhos domingo após domingo. Não vale a pena neste momento falar das dificuldades pelas quais nós passámos, até porque acredito, que todas as equipas na Distrital terão as suas razões para falar em dificuldades. Nós sabemos as nossas, algumas bem graves, mas isso só nos tornou mais fortes e mais unidos. Fazer um 6.º lugar na classificação com tão poucos recursos, terá inevitavelmente de se dar os parabéns aos rapazes que foram enormes e a todos os directores, que dentro do pouco que havia, tentaram que nunca faltassem as coisas essenciais.

O sexto lugar final corresponde ao real valor da equipa ou sente que poderia ter ido um pouco mais longe?
Gosto muito de utilizar a frase, que “uma classificação de 30 jogos não mente”. E ela mostrou que a nossa equipa foi justamente a sexta classificada, e posso dar 2 ou 3 exemplos para justificar isso:
após a 2.ª jornada nunca estivemos abaixo do 6.º posto na classificação, estivemos 14 jornadas em 6.º lugar, quase metade do campeonato. Não conseguimos uma única vitória perante os cinco primeiros classificados. Abaixo de nós não permitimos que nenhuma equipa tivesse vantagem sobre nós através de duas vitórias no confronto directo. Ou seja, abaixo de nós só tivemos  duas derrotas (Olímpico fora e União de Santiago fora), de resto ou foi vitória/vitória ou foi vitória/empate. Por tudo isto, e por muito mais, julgo que é uma classificação justa.

Há algo mais que queira referir nesta altura?
Apenas duas notas: gostaria que todas as entidades competentes, trabalhassem em conjunto para que o Complexo Desportivo da União Banheirense venha a ser uma realidade. Sem tais infraestruturas, podemos estar sempre em presença de um projecto a curtíssimo prazo e termos novamente o Banheirense sem equipa de futebol. Gostaria também de ver muitos mais adeptos a apoiarem os rapazes, pois eles merecem-no. É triste por vezes termos apenas 10 ou 20 pessoas a ver os nossos jogos.



Share on Google Plus