ODEMIRA»» Brisas do Atlântico


Amanhã, dia 10 de Junho…


1500 ATLETAS ENTRE ALMOGRAVE E ZAMBUJEIRA DO MAR


Serão cerca de 1500 os atletas a participar, amanhã, dia 10 de Junho, nas “Brisas do Atlântico”, um evento desportivo multidisciplinar, entre Almograve e Zambujeira do Mar, promovido pelo Município de Odemira.   

As “Brisas do Atlântico” envolverão as modalidades de cicloturismo, BTT, orientação e pedestrianismo, na vertente de lazer, e as modalidades de patinagem, run & bike e atletismo (individual, estafetas e desporto adaptado), na vertente competitiva.

A prova terá início na Praia do Almograve, estando a concentração marcada para as 8.00 horas. Haverá prémios monetários para os vários escalões nas modalidades de competição. Na vertente competitiva, as provas de atletismo, patinagem e run & bike terão percursos de 21 Km. Na vertente lazer, haverá vários percursos: Percurso Pedestre Brisas do Atlântico (saída da Praia do Almograve e chegada ao Cavaleiro com 8,6 km em piso misto), Percurso Pedestre Brisas do Atlântico (entre o Almograve e a Longueira, com 2,5 km), Passeio de BTT e Cicloturismo Brisas do Atlântico (dificuldade média/fácil 30 km para BTT e 35 km para cicloturismo, entre Almograve e Zambujeira do Mar, S. Teotónio e Cavaleiro), e pela primeira vez a prova de Orientação, Ori-Brisas (com um percurso de dificuldade fácil e outro de dificuldade média).

Correr por uma causa

Em todas as edições as Brisas do Atlântico têm uma causa social e a missão de contribuir para um melhor desporto e para todos. A causa social da edição de 2016 está associada à comemoração do Ano Internacional das Leguminosas, no sentido de apoiar projectos que contemplem a criação de hortas biológicas ou projectos de intervenção comunitária para a promoção de uma alimentação saudável. Os participantes poderão votar em dois projectos: “Mão à Horta” (criação de hortas biológicas e comunitárias) da Santa Casa da Misericórdia e “Grão a grão se conta uma história” (adaptação de livros infanto-juvenis) da Associação de Paralisia Cerebral de Odemira.



Share on Google Plus