RICARDO CRAVO»» Um treinador de sucesso


Ao serviço do Atlético B, na AF Lisboa…

CONQUISTOU O OITAVO TÍTULO DA SUA CARREIRA E O TERCEIRO NO ESCALÃO DE SENIORES

Ricardo Cravo, treinador de 52 anos, conquistou na época 2015/2016 o oitavo título da sua carreira ao sagrar-se Campeão Distrital da 2.ª Divisão da Associação de Futebol de Lisboa, em representação do Atlético B.  

“Comecei do zero, sem jogadores, mas consegui construir uma equipa jovem com muito valor. O título só foi possível porque tive também um staff muito profissional, mas não foi fácil" começou por dizer o conceituado treinador para acrescentar depois:  

"Em Janeiro estávamos em 9.º lugar mas conseguimos dar a volta à situação fruto do trabalho e do grande empenhamento de todos, nomeadamente dos jogadores”, disse ao nosso jornal Ricardo Cravo que desempenhava também as funções de treinador adjunto da equipa profissional do Atlético na II Liga.

Depois de ter conquistado cinco títulos nos escalões de formação no Trafaria (Juniores da 2.ª Divisão, em 1992/1993), no Charneca Futebol Clube (Juniores da 1.ª Divisão), no Ginásio de Corroios (Distrital de Juvenis e Juniores da 2.ª Divisão), Ricardo Cravo conquistou agora o seu terceiro título no escalão de seniores, curiosamente em três distritais diferentes. Primeiro no Cova da Piedade [AF Setúbal], depois no União de Montemor [AF Évora] e agora no Atlético B [AF Lisboa].

No seu percurso de treinador contam-se passagens pelo Trafaria, Sporting [futebol feminino de 11] onde conquistou uma Taça de Portugal, Futebol Benfica, Charneca Futebol Clube, Ginásio de Corroios, Costa de Caparica [primeiro nos Juvenis e depois nos Seniores], C. Piedade, U. Montemor, Almada, Desp. Fabril, Operário [Lisboa] e formação do Belenenses.



Em relação à próxima época ainda não há nada de concreto

Interrogado sobre o futuro, Ricardo Cravo disse que está à “espera que a direcção da SAD do Atlético diga alguma coisa de concreto porque ainda não sabe se continua na II Liga ou se vai participar no Campeonato de Portugal. Tenho uma proposta bastante interessante de um clube do Alentejo, mas nada está ainda definido. De qualquer forma, não estou nada preocupado com o futuro. Vou ficar à espera que o telefone toque”.

Share on Google Plus