TAÇA AF SETÚBAL»» Amora foi o vencedor

Beira Mar finalista vencido deve marcar presença na Taça de Portugal…


AMORA TORNA-SE NO PRIMEIRO CLUBE A CONQUISTAR O TROFÉU POR DUAS VEZES


O Amora ao derrotar o Beira Mar de Almada na final disputada no Estádio do Bonfim, por 1-0, com um golo marcado por Fábio Santos já no decorrer da segunda parte, conquistou de forma brilhante a Taça da AF Setúbal, tornando-se assim no primeiro clube a conquistar o troféu por duas vezes.

O Vasco da Gama de Sines foi o vencedor da primeira edição realizada na época de 2010/2011, na época seguinte quem ganhou o troféu foi o Barreirense, depois o Grandolense (2011/2012), Amora (2012/2013), Alcochetense (2014/2015) e agora, outra vez o Amora, que repetiu a conquista.

Como o Amora já havia garantido a sua presença na 1.ª eliminatória da Taça de Portugal da época 2016/2017 por se ter classificado em segundo lugar no campeonato, tudo indica que o finalista vencido, neste caso o Beira Mar de Almada, seja também convidado pela FPF para representar o distrito naquela competição, facto que funcionará como mais um marco histórico na vida do clube almadense que se vai afirmando cada vez mais no panorama desportivo nacional.

A anteceder o início da partida, o público presente em número bastante razoável no Estádio do Bonfim, que recebia pela terceira vez a final da competição, teve oportunidade de assistir à exibição da classe de sevilhanas do Beira Mar Atlético Clube de Almada.

Após o apito inicial do árbitro Bruno Paixão que dirigiu a partida ambas as equipas entraram no jogo dispostas em praticar bom futebol jogando quase sempre à flor da relva na tentativa de se aproximarem sempre que possível das balizas contrárias e aos 11 minutos surgiu a primeira grande oportunidade para o Amora. Após deslize da equipa almadense, Pedro Pereira ganhou a posse da bola e já sem o guarda-redes na baliza atirou para golo sendo a bola afastada praticamente sobre a linha de golo por um defensor do Beira Mar.

O domínio do Amora começava-se a acentuar com Luisinho muito activo na ala esquerda do seu ataque mas o marcador teimava em não funcionar.  

O Beira Mar sempre que podia também se acercava da baliza contrária mas não criava situações de perigo.

O Amora estava efectivamente com o sinal mais e havia criado algumas oportunidades mas não conseguiu marcar atingindo-se o intervalo com o marcador em branco numa partida em que Ricardo Esteves foi colocado muito mais à prova que Gustavo.


Fábio Santos marca o golo da vitória



Na segunda parte o jogo manteve as mesmas características mas o Amora surgiu um pouco mais agressivo em termos ofensivos e aos 49 minutos, Joca, por duas vezes na mesma jogada, teve duas grandes oportunidades de golo que só não surtiram efeito devido a duas excelentes intervenções de Ricardo Esteves.

Seis minutos depois, o Amora ganha um livre no lado esquerdo do seu ataque. França, chamado para cobrar, colocou a bola na grande área, a defensiva do Beira Mar afastou e numa segunda bola surge uma cabeçada de Fábio Santos que a coloca no fundo da baliza, fazendo assim aquele que seria o único golo da partida.  

Logo a seguir o Beira Mar faz entrar Zé Vitória para dar mais força ao seu ataque e pouco depois o Amora respondeu com a entrada de Flávio Silva mas tudo se mantinha mais ou menos na mesma.

De referir que o Beira Mar nunca baixou os braços e nunca deixou de lutar por um resultado diferente mas não restam dúvidas que o Amora foi um justo vencedor de um jogo em que criou e desperdiçou mais algumas oportunidades por Joca (80’) e por Flávio Silva, já relativamente perto do fim.


Entrega de prémios





Após o apito final do árbitro procedeu-se à entrega dos prémios aos intervenientes numa cerimónia que contou com a presença Joaquim Santos, presidente da Câmara Municipal do Seixal, Manuel Araújo, presidente da Junta de Freguesia de Amora, um representante da Câmara Municipal de Almada, Fernando Pedrosa, presidente do Vitória Futebol Clube e vários dirigentes associativos, nomeadamente Aníbal Guerreiro, presidente do Conselho de Arbitragem e Joaquim Sousa Marques, presidente da Associação de Futebol de Setúbal, que entregou a taça ao Amora.  


Share on Google Plus