C. PIEDADE»» Obra inédita em Portugal


Nunca um sintético foi transformado em relvado natural no mercado português…


A PLACA DE RELVA DEVE SER COLOCADA NA TERCEIRA SEMANA DE JULHO


O Estádio Municipal José Martins Vieira está a ser alvo de obras de melhoramento para satisfazer as exigências da Liga Portuguesa de Futebol Profissional sendo uma delas o relvado que terá de ser obrigatoriamente de relva natural.

A Câmara Municipal de Almada proprietária do recinto desportivo escolheu a Playpiso para realizar a obra propondo a reconversão do sintético em relvado natural na perspectiva da reconversão contrária conforme o desempenho do clube na competição onde vai participar. O desafio foi aceite pela empresa que desta forma está a efectuar um trabalho nunca antes feito no nosso país.

Tendo em conta a inovação e por considerarmos importante saber pormenores como tudo está a ser feito fomos ao encontro de Jorge Prazeres, responsável pela obra, que gentilmente desfez a curiosidade.





Relva a colocar já tem sete meses de maturação

A Playpiso está a realizar uma obra completamente inovadora em Portugal que consiste em reverter um relvado sintético em relvado natural. Como é que possível fazer uma coisa destas e como se vai processar a obra?
De facto, a reconversão de um relvado sintético em natural nunca foi efectuado no mercado português. A Playpiso aceitou o desafio de efectuar este trabalho na perspectiva da reconversão contrária ser possível de novo, em função do desempenho desportivo que ocorrer com o clube residente. O sistema de drenagem foi incrementado, sendo o presente relvado utilizado como retentor de água de nutrientes. O sistema de suporte das novas plantas será constituído por ASIC e uma caixa de areia com uma espessura considerável. A placa de relva já tem 7 meses de maturação e está a ser monitorizada para ser transplantada dentro de 3 semanas.

Esta foi a melhor solução encontrada para resolver o problema do recinto desportivo do Cova da Piedade?
A solução foi requerida pela Câmara Municipal de Almada em função da exigência imposta pela liga de futebol profissional.






Esta é uma obra singular para a Playpiso


Quando tempo vai demorar a obra. Ficará concluída a tempo do clube iniciar a nova época desportiva na sua própria casa?
A obra tem um prazo previsto de 30 dias. Prevemos que a placa de relva seja colocada na terceira semana de Julho. Depois, depende da reacção da mesma e da velocidade de enraizamento.

Em termos empresariais considera ser esta uma obra importante para a Playpiso que, ao que parece, tem tido muito que fazer nos últimos tempos…

Esta é uma obra singular para a Playpiso na medida em que marca a entrada numa área de negócio que não era estruturante para empresa. Com a estabilização de uma parceria com um dos melhores green keepers de Portugal, (Lafayette Machado) a Playpiso pode garantir uma qualidade de serviço ao nível do que é nosso apanágio. O mercado dos relvados naturais está pouco explorado, existindo espaço para uma empresa competente.

Share on Google Plus