AMORA»» Equipa “B” vai ser uma realidade já esta época

Paulo Correia fala de um projecto deveras ambicioso…

“O AMORA TERÁ DE SER VISTO COMO O AJAX DE PORTUGAL”


Uma das novidades do Amora para a época desportiva de 2016/2017 é a criação de uma equipa “B” que irá competir no Campeonato Distrital da 2.ª Divisão com uma equipa composta por um misto de jogadores seniores e juniores, com o objectivo de lhes proporcionar mais competição.

A equipa que fará os seus jogos no sintético da Academia será orientada tecnicamente por José Carvalho e David Canilho somente nos jogos porque durante a semana os jogadores estão enquadrados nos respectivos planteis [seniores e juniores] onde têm os respectivos treinadores.

De acordo com o coordenador do futebol e treinador principal da equipa sénior, Paulo Correia, de futuro “o Amora terá de ser visto como o Ajax de Portugal”.

Segundo Paulo Correia, “o clube nos próximos anos terá de ter os iniciados, juvenis, juniores e seniores nos campeonatos nacionais e, para isso, terá de formar jogadores e ter capacidade de os promover. No entanto, temos de criar mais estruturas de apoio; ou seja, ter mais campos e ter cada vez mais de começar a profissionalizá-las". 





“Nos próximos anos o clube terá de ter
todos os escalões nos nacionais”

Quais as razões que levaram à criação de uma equipa B?
São várias as razões. Mas, mais importante que estar a enumerá-las é dizer que elas fazem parte do projecto de restruturação do futebol 11 do Amora Futebol Clube. Com o crescimento sustentado da Academia, queremos criar condições para que na próxima época possamos ter uma equipa de Juniores “B” e outra de seniores “B” [independente da equipa “A”], como uma forma de prolongamento da formação, antes da chegada aos seniores. Isto é extremamente interessante porque a breve trecho queremos ter todas as épocas 10 a 15 jogadores com nível técnico/táctico para poderem jogar nos seniores.

Contudo, teremos que criar estruturas mais estruturas de apoio; ou seja, ter mais campos e ter cada vez mais de começar a profissionalizá-las. 

O clube nos próximos anos terá de ter os iniciados, juvenis, juniores e seniores nos campeonatos nacionais. Mas, para isso, terá de formar jogadores e ter capacidade de os promover. Eles terão de ser úteis ao Amora, tanto desportivamente como financeiramente e vice-versa. Pois, o Amora ficará sempre muito contente com os jogadores quando estes puderem seguir para outros clubes de dimensão nacional.

O Amora terá de ser visto como o Ajax de Portugal. Quero com isto dizer que o sonho e o projecto são aliciantes e que a equipa “B” esta época será um projecto de ano zero e de preparação para as épocas seguintes.






“Os jogos serão realizados no sintético da Academia”


Como vai funcionar em termos estruturais, nomeadamente a nível de plantel?
Esta época não terá um plantel específico. Será só uma forma de proporcionar mais competição aos atletas seniores e juniores [dos respectivos planteis] para que os mesmos possam evoluir mais rapidamente.

Tem equipa técnica própria ou ficará dependente dos treinadores da equipa principal?
Terá somente uma equipa técnica específica, composta pelo mister Carvalho e coadjuvado pelo prof. David Canilho, somente para os jogos. Durante a semana os jogadores estarão enquadrados nos respectivos planteis de seniores e juniores, onde têm os respectivos treinadores do plantel. No entanto, o mister Carvalho durante a semana vai acompanhando a evolução de todos os jogadores nos treinos.

Os jogos serão realizados no Estádio da Medideira ou no campo da Academia?
Os jogos serão realizados no sintético da Academia. 

Share on Google Plus