II LIGA»» C. Piedade sofre primeira derrota em Penafiel

Penafidelenses sofreram bastante para segurar a vantagem…


PIEDENSES ENCOSTARAM EQUIPA LOCAL À SUA ÁREA NA PARTE FINAL DO ENCONTRO


Num jogo intenso e de resultado imprevisível, relativo á 4.ª jornada da II Liga, o Penafiel venceu o C. Piedade por 2-1, impondo assim a primeira derrota à equipa da margem sul do Tejo que baixou para o 8.º lugar da tabela classificativa, com sete pontos, mas tem um jogo a menos que os seus adversários.


A formação penafidelense foi superior no primeiro tempo e a merecida vantagem de dois golos ao intervalo, após tentos de André Fontes e Fábio Fortes, aos 16 e 44 minutos, só não foi maior por acção do guarda-redes Pedro Alves, mas o Cova da Piedade corrigiu a estratégia no segundo tempo, reduziu e chegou a ameaçar o empate.

Num jogo muito disputado, mas nem sempre bem jogado, entre duas boas equipas do campeonato, o Penafiel insistiu nas transições rápidas e ganhou claramente essa aposta, em resposta ao futebol mais apoiado do adversário, que tem jogadores muito experientes em todos os sectores.

Kalindi e Fernando, na direita, foram sempre mais fortes do que o lateral Evaldo e o elemento à sua frente Irobiso, retirado do ataque para funcionar inúmeras vezes como segundo defesa esquerdo, enquanto Gonçalo Abreu, na esquerda, aproveitou o corredor livre criado pelo adiantamento do ofensivo lateral Chico Gomes, sem que houvesse a devida compensação dos médios.

Foi desta forma que os locais construíram os seus golos: o primeiro nasceu na esquerda e envolveu Gonçalo Abreu, Fernando e André Fontes, a quem pertenceu o remate vitorioso, e o segundo, perto do intervalo, resultou de uma triangulação na direita entre Kalindi, que recuperou a bola e Fernando, que assistiu Fábio Fortes.


De permeio, Pedro Alves negou o golo a Gonçalo Abreu, que, também, tentou a sorte num remate em jeito, e a Fernando, enquanto o Cova da Piedade ameaçou na sequência de lances de bola parada, por Robson e Irobiso (22 e 28 minutos).

O Cova da Piedade surgiu diferente para melhor no segundo tempo, a partir das entradas de Danielson e de Adilson, extremo adaptado a lateral, e trocou o jogo mais apoiado por lançamentos longos para as costas da defesa.

Os laterais passaram a envolver-se mais no ataque e os médios de contenção passaram a entrar mais no jogo, com Soares a recuar para marcar um dos avançados e iniciar a construção, enquanto, na frente, Rui Varela, Ricardo Barros e Irobiso, apoiados de mais perto por Robson, causavam finalmente dificuldades à defesa penafidelense.

Sem a frescura do primeiro tempo, com Rafa no lugar do lesionado Hélio, mas sem a mesma dimensão para pisar terrenos mais adiantados, o Penafiel sofreu, teve de juntar as linhas e acabou encostado à sua área para segurar a magra vantagem, depois de Irobiso, aos 62 minutos, ter reduzido, ao emendar na esquerda um centro-remate de Adilson.

O Cova da Piedade, que ainda não tinha perdido no campeonato, sofreu assim a sua primeira derrota enquanto o Penafiel, com mais um jogo disputado, igualou o Portimonense.





FICHA DO JOGO

Estádio 25 de Abril, em Penafiel.
ÁRBITRO: João Bento (AF Santarém).


PENAFIEL: Ivo Gonçalves; Kalindi, João Paulo, Pedro Ribeiro, Daniel Martins; Romeu Ribeiro, Hélio (Rafa Sousa, 46), André Fontes; Fernando (Wellington, 82), Fábio Fortes (Fidelis, 66) e Gonçalo Abreu.
Suplentes não utilizados: Tiago Rocha, Paulo Bessa, Djibril e Edú,
Treinador: Paulo Alves.

COVA DA PIEDADE: Pedro Alves; Chico Gomes (Adilson, 45), Miguel Ângelo (Danielson, 45), Bruno Sapo, Evaldo; Soares, Siaka Bamba, Robson (André Carvalhas, 75); Ricardo Barros, Rui Varela e Irobiso.
Suplentes não utilizados: Guilherme Oliveira, Carlos Alves, Chu e Marco Bicho.
Treinador: Sérgio Boris.

Ao intervalo: 2-0.
Marcadores: 1-0, André Fontes (16’); 2-0, Fábio Fortes (44’); 2-1, Irobiso (62’).
Ação disciplinar: Cartão amarelo a Miguel Ângelo (01’), Hélio (33’), Rafa Sousa (57’), Bruno Sapo (60’), Romeu Ribeiro (68’) e Siaka Bamba (75’).


Fonte: LUSA


Share on Google Plus