II LIGA»» C. Piedade vence Freamunde e sobe ao 4.º lugar

Em dia de festa nada melhor que uma vitória…

RICARDO BARROS MARCA GOLO SOLITÁRIO QUE DEU MAIS UM TRIUNFO


O Cova da Piedade, que estreava um novo tapete verde, derrotou o Freamunde por 1-0, com um golo de Ricardo Barros marcado aos 58 minutos. Com este triunfo, o terceiro obtido pela equipa de Sérgio Bóris, os piedenses juntaram-se ao Penafiel no 3.º lugar da classificação geral, da II Liga. Uma posição verdadeiramente fantástica para quem só agora chegou à competição.

Mas antes de falarmos propriamente do jogo importa falar dos momentos que o antecederam. Ou seja, da inauguração do relvado natural e restantes melhoramentos a nível de infra-estruturas (colocação de cadeiras nas bancadas, balneários e camarotes de imprensa) feitos pela Câmara Municipal de Almada.

Para assinalar o acontecimento marcaram presença no Estádio Municipal José Martins Vieira o presidente da autarquia Joaquim Judas, o vereador do desporto António Matos e o presidente da Liga Profissional de Futebol Pedro Proença que foram recebidos pelo presidente da direcção do clube Paulo Veiga.  

A qualidade do relvado convidava os intervenientes a um bom desempenho e no final pode dizer-se que todos cumpriram a sua missão. Não porque tivesse sido um grande jogo de futebol mas porque se esforçaram e lutaram para que isso tivesse acontecido.

O equilíbrio foi a nota dominante na primeira parte que terminou com o resultado em branco plenamente justificável se tivermos em conta que praticamente não aconteceram situações de perigo para as balizas. A única excepção foi um lance mesmo à beira do intervalo em que Adilson num cruzamento colocou a bola na área para Ricardo Barros que não conseguiu o remate devido à oposição de um adversário.

Na segunda parte o Cova da Piedade entrou disposto a assumir o jogo e, aos 53 minutos, Irobiso lançado em profundidade pela esquerda avançou com o esférico e perante a saída do guarda-redes contrário atirou para o poste mais longe tendo a bola saído ligeiramente ao lado naquela que foi a melhor oportunidade do encontro, até ao momento.

O Cova da Piedade estava completamente balanceado no ataque  mas como o golo não surgia Sérgio Bóris resolveu arriscar um pouco mais com a entrada de Rui Varela que foi fazer companhia a Ricardo Barros na frente de ataque e as coisas acabaram por resultar em pleno porque pouco depois o golo acabou mesmo por surgir.

A jogada teve início em Adilson que avançou pelo lado direito, Rui Varela rematou, o guarda-redes do Freamunde defendeu e na recarga Ricardo Barros atirou a contar.




O pendor ofensivo dos piedenses era bastante acentuado e aos 78 minutos o marcador só não voltou a funcionar porque a barra da baliza de Rui Nereu evitou, após cabeceamento de Rui Varela que, pouco depois, voltaria a estar em evidência ao negar o empate aos (85’) forasteiros ao afastar praticamente sobre a linha de golo um remate do adversário.

E, já em período de compensação foi a vez de Pedro Alves brilhar ao desviar para canto com uma defesa espectacular um remate muito perigoso de Cláudio Salto.

No final, pode dizer-se que em dia de festa nada melhor que uma vitória para comemorar…

Na próxima jornada, a realizar no domingo, dia 11 de Setembro, às 16 horas, o Cova da Piedade volta a jogar em casa desta vez com o Santa Clara.





DECLARAÇÕES DOS TÉCNICOS NA CONFERÊNCIA DE IMPRENSA…


Carlos Brito, treinador do Freamunde 











FICHA DO JOGO 


Jogo no Estádio Municipal José Martins, Cova da Piedade
ÁRBITRO: Vítor Ferreira (AF Braga)., auxiliado por Valdemar Maia e Luciano Maia. 4.º Árbitro: Pedro Felisberto


COVA DA PIEDADE: Pedro Alves; Adilson, Bruno Bernardo, Danielson, Evaldo; Soares, Robson (Marco Bicho, 80’), André Carvalhas (Siaka Bamba, 77’); Filipe Godinho (Rui Varela, 55’), Irobiso e Ricardo Barros.
Suplentes não utilizados: Guilherme, Miguel Ângelo, Wang Chu e Magique.
Treinador: Sérgio Boris.

FREAMUNDE: Rui Nereu; Rodolfo, Stéphane Madeira, Luís Pedro, Rui Rainho; Eridson, Paulo Grilo, Ivan Perez (Chaparro, 74’); Miguel Pedro (Fábio Vieira, 80’), Fausto (Cláudio Salto, 61’) e Diogo Ramos.
Suplentes não utilizados: Dany, Pape Balla e Leandro
Treinador: Carlos Brito.

Ao intervalo: 0-0
Marcador: 1-0, Ricardo Barros (58’);           

Disciplina: cartão amarelo para Fausto (30’), Danielson (45+1’), Stéphane Madeira (68’), Diogo Ramos (70’), Soares (71’) e Cláudio Salto (84’).
Share on Google Plus