1.ª DIVISÃO AF SETÚBAL»» U. Banheirense 2 Charneca 3

 Foi um autêntico jogo de loucos…

AOS QUATRO MINUTOS O CHARNECA DE CAPARICA JÁ GANHAVA POR 2-0

Quem se deslocou no passado domingo ao Campo da Quinta da Carvalheira, que foi o palco escolhido para a realização do U. Banheirense – Charneca de Caparica, em vez do habitual Municipal do Vale da Amoreira que recebia outro encontro à mesma hora, assistiu a um autêntico jogo de loucos.

O Charneca de Caparica marcou o seu primeiro golo aos 25 segundos e aos 4 minutos já ganhava por 2-0 com o segundo golo a ser marcado através de uma grande penalidade.

Para os Banheirenses temia-se o pior e para os Charnequenses pensou-se que seria um jogo de goleada, mas não foi isso que aconteceu.

Logo a seguir ao segundo golo os jogadores do Banheirense arregaçaram as mangas e foram à procura de rectificar o que de mal tinham feito em apenas quatro minutos, equilibraram a partida e tiveram algumas ocasiões em que poderiam ter marcado mas só  conseguiram aos 38 minutos por Ailton que colocou o marcador em 1-2, que se manteve até ao intervalo.

Na segunda parte tudo foi diferente. O Banheirense remeteu o Charneca para o seu meio campo de onde saía apenas em jogadas de contra-ataque. As situações de golo foram-se acumulando junto à baliza de Heleno, fruto da grande pressão exercida que resultou no golo da igualdade aos 79m de novo obtido por Ailton.

E, quando se pensava que o jogo iria ficar em 2-2 eis que aparece o terceiro golo da equipa do Charneca que levou assim consigo os três pontos.

Na próxima jornada o Banheirense desloca-se a Alfarim e o Charneca de Caparica recebe o U. Santiago.

  

A OPINIÃO DOS TREINADORES…

Rui Fonseca, treinador do U. Banheirense:

“Tenho alguma dificuldade em falar sobre este jogo”

“Tenho alguma dificuldade em falar sobre este jogo, porque não me quero desculpar com nada, mas se quisermos apenas falar do resultado, podemos dizer que os rapazes conseguiram corrigir uma entrada em jogo desastrada, foram uns miúdos fantásticos na forma como foram atrás do prejuízo, sofrer um golo aos 25 segundos e passados 3 minutos sofrer um penalti, é de facto difícil de dar a volta ao contexto mas estes jovens foram enormes e deram uma grande resposta e conseguiram chegar ao empate. Depois, não tivemos a matreirice de segurar o resultado, por isso, parabéns ao Charneca da Caparica”.

Mas se quisermos falar mais do que apenas do resultado, muito haverá a dizer. O Banheirense deverá estar muito orgulhoso de todos os elementos que ao longo dos últimos 3 anos têm mantido o clube na 1ª divisão Distrital, e com honrosas classificações, 7.º, 7.º e o ano passado 6.º lugar. O clube não paga um cêntimo a nenhum jogador e ainda assim consegue ter nas suas fileiras do melhor que existe na Distrital. O clube continua a não ter condições de trabalho condignas de tão bons jogadores que tem no seu plantel. Vamos mais uma vez constatar que mais um ano civil vai passar, mais uma direcção do clube irá passar e o campo de jogos do Banheirense continuará a ser uma miragem. O nosso Distritalão está cada vez melhor e nós no Banheirense detectamos que está cada vez mais difícil de acompanhar a evolução qualitativa deste campeonato.


ÉLIO SANTOS, treinador do Charneca de Caparica:


Share on Google Plus