FUTSAL»» Final da Taça AF Setúbal realiza-se este sábado

No Pavilhão Desportivo Municipal de Sampaio (Sesimbra) …

UNIÃO DA QUINTA DO CONDE E COVA DA PIEDADE DISPUTAM O TROFÉU

União Desportiva e Recreativa da Quinta do Conde e Clube Desportivo da Cova da Piedade são os dois emblemas que vão estar em acção na luta pelo prestigiado troféu associativo que se disputa este sábado, às 16 horas, no Pavilhão Desportivo Municipal de Sampaio, Sesimbra

Rogério Gaspar e Bruno Pereira vão encontrar-se pela primeira vez, na condição de treinadores principais, num jogo de atribuição de um troféu. Os treinadores das equipas da União Desportiva e Recreativa da Quinta do Conde e Clube Desportivo da Cova da Piedade, respectivamente, não hesitam em assumir que os seus jogadores vão querer levantar a taça.

 
  
Experiência quintacondense é trunfo

No lado dos quintacondenses, o comandante Rogério Gaspar garante que os seus pupilos têm a ambição de conquistar o troféu “ainda que o plantel não esteja todo à disposição, face à ausência de jogadores a contas com castigos e lesões”.

Contudo, o treinador da União da Quinta do Conde mostra total confiança em quem vai a jogo pelo lado da equipa que segue na vice-liderança do campeonato distrital.

“A nossa equipa é recheada de jogadores experientes, e creio que esse factor será muito importante a nosso favor”, garante Rogério Gaspar, em jeito de elogio à qualidade dos seus atletas.

No que respeita ao opositor, o técnico quintacondense não hesita em apontar virtudes. “Vamos estar perante um adversário com muita qualidade, que nos vai dificultar o jogo ao máximo. Aliás, como já ficou provado nos dois confrontos mais recentes”.

Consciente de que o fair play deve pautar na partida decisiva, Rogério Gaspar reforça esse intento: “Que vença o melhor”.

Já sobre a realidade do futsal sénior na região, o treinador dos quintacondenses refreia sorrisos. “A modalidade precisa de um empurrão e a AF Setúbal deverá contribuir para que sejam encontradas soluções no sentido de reforçar a dinâmica competitiva no escalão”, sugere.

 

Juventude rima com ambição piedense
  

Para o jogo da final da Taça AFS, Bruno Pereira, à semelhança do seu homólogo, também vai ter de debater-se com ausência de jogadores lesionados.

Todavia, o treinador do Cova da Piedade não cai em lamentos e segue a mostrar ambição. “Queremos ganhar o troféu e vamos fazer tudo por isso, apesar de reconhecer que a tarefa será muito complicada”.

“A juventude e a mobilidade do nosso plantel são características que entendo serem pontos favoráveis. Ainda que grande parte dos jogadores estejam a actuar pela primeira vez no escalão sénior, a ambição que têm demonstrado permite-me encarar este desafio com grande optimismo”, destaca Bruno Pereira.

Numa análise ao oponente, o líder dos piedenses reconhece que do outro lado vai estar uma equipa “muito experiente, coesa e que sabe ler o jogo nos vários momentos de uma partida”.

Para Bruno Pereira o fair play é palavra de ordem que deve imperar em qualquer jogo e em qualquer circunstância competitiva, mas admite que, lamentavelmente, nem sempre é fácil que isso seja reflectido. “Pela nossa parte, vamos fazer por isso”.

Instado sobre a realidade do nosso futsal sénior, Bruno Pereira vê um cenário pouco animador. “Nesta altura, a competição associativa tem apenas cinco equipas seniores. Há que arrepiar caminho para que esta situação seja alterada, porque os atletas juniores urgem em encontrar espaço no último patamar para seguir a evoluir, mas a oferta é muito diminuta”.
  
Os dois treinadores admitem que o pavilhão vai estar bem composto de adeptos das duas equipas, para presenciarem um desafio, que muito poderá contribuir para a promoção do futsal na nossa região.

Refira-se que a entrada no pavilhão para assistir ao jogo é livre.

In, AFS

Share on Google Plus