1.ª DIVISÃO AF SETÚBAL»» Alfarim 1 Olímpico 2

Alfarim, por aquilo que fez, não merecia ser derrotado

A ESTRELINHA BRILHOU PARA OS LADOS DO MONTIJO QUE GANHOU MAS NÃO FEZ UM GRANDE JOGO

O Olímpico do Montijo continua a obter vitórias atrás de vitórias e está cada vez mais perto de alcançar o seu objectivo que passa naturalmente pela subida de divisão.

A equipa orientada por David Martins, com maior ou menor dificuldade, lá vai conseguindo ultrapasssar os seus adversárioe e nesta jornada superou mais um obstáculo bastante difícil num campo onde ainda ninguém havia ganho para o campeonato.

A exibição não foi famosa e o Alfarim não foi em nada inferior ao seu adversário mas os pontos é que contam e nesse aspecto o Olímpico acabou por ser melhor e somar os três pontos que lhe permitem continuar com uma vantagen de 11 pontos sobre o Amora, segundo classificado, numa altura em que o campeonato está a entrar no último terço.

Na primeira parte a jogar a favor do vento o Alfarim remeteu o Olímpico para o seu meio camp, dominou praticamente sempre o jogo e obrigou o guarda-redes Carlos Miguel a intenso trabalho.

Na segunda parte logo no início, na cobrança de um livre Projecto coloca a equipa do Montijo na frente do marcador. A ganhar por 1-0 e a jogar com o vento pelas costas pensava-se que o Olímpico pudesse então assumir o comando das operações mas não foi isso que aconteceu.

O Alfarim, ferido no seu orgulho continuou à procura do golo, voltou a criar situações para marcar, mas não conseguiu e o Olímpico na sequência de mais um livre faz o 2-0, numa recarga de Cami.

O Alfarim não baixou os braços e já relativamente perto do fim (82’) conseguiu finalmente chegar ao golo que curiosamente foi marcado por um jogador do Montijo [Mota] na sua própria baliza.

Porque havia abdicado de um defesa para meter mais gente na frente o Alfarim permitiu então que o Olímpico criasse duas oportunidades em que poderia ter acabado com o jogo e depois mesmo quase sobre o apito final foi outra vez Carlos Miguel que evitou o empate.

Portanto, pode-se dizer que para o Montijo foi melhor o resultado que a exibição e para o Alfarim um resultado com sabor a injustiça. Mas, o futebol é assim mesmo…

Depois deste jogo o Olímpico continua com a óvantagem de 11 pontos sobre o Amora e o Alfarim [que sofreu a primeira derrota em casa] está em 9.º lugar, com 25 pontos.

Na próxima jornada o Olímpico joga em casa com o Monte de Caparica e o Alfarim desloca-se à Amora.


A OPINIÃO DOS TREINADORES…

ALFREDO ALMEIDA, treinador do Alfarim:


DAVID MARTINS, treinador do Olímpico do Montijo:


Share on Google Plus