1.ª DIVISÃO AF SETÚBAL»» Moitense 2 U. Santiago 1

U. Santiago jogou só com 10 jogadores a partir dos 30 minutos…

AMADEU E DANIEL DIREITO FORAM OS PROTAGONISTAS MAS POR RAZÕES DIFERENTES

O Moitense, que já não ganhava desde a 12.ª jornada realizada no dia 18 de Dezembro do ano passado, regressou às vitórias na partida disputada no último domingo no Juncal Desportos com o U. Santiago.

Com o triunfo obtido pela equipa, agora orientada por Olívio Cordeiro [que nos dois jogos anteriores havia obtido dois empates] o Moitense subiu ao 10.º lugar da tabela classificativa com 25 pontos.

O U. Santiago sofreu a sua quinta derrota no campeonato mas a equipa continua num excelente quarto lugar com 38 pontos, menos  quatro que o Grandolense que ocupa o degrau mais baixo do pódio.

Nesta partida ganha pelo Moitense há dois factos a registar: pela positiva, os dois golos marcados por Amadeu que continua a ser uma avançado demolidar e pela negativa a expulsão de Daniel Direito que terá perdido a cabeça e agrediu um adversário, no seu regresso à competição, depois de ter cumprido castigo.

Em relação à marcha do marcador podemos dizer que começou a evoluir logo aos cinco minutos com a obtenção do primeiro golo do Moitense marcado por Amadeu, que prevaleceu até ao intervalo.

De registar, neste período, a expulsão de Daniel Direito, aos 30 minutos, que obrigou a sua equipa a jogar a partir daí com apenas 10 unidades.

Na segunda parte, Amadeu voltou a marcar colocando o Moitense a ganhar por 2-0 (61’) e logo a seguir (63’) foi a vez de Cuca reduzir para 2-1, resultado que se manteve até ao fim, apesar do esforço desenvolvido pelas duas equipas mas mais acentuado por parte do U. Santiago que mesmo jogando em inferioridade numérica mostrou a sua raça.

Na próxima jornada o U. Santiago recebe o Banheirense e o Moitense desloca-se a Sines.   


A OPINIÃO DOS TREINADORES…

OLÍVIO CORDEIRO, treinador do Moitense:

“Foi uma vitória justa da equipa que mais quis e fez para vencer”

“Foi um bom jogo de futebol disputado numa bela tarde de domingo onde tenho de começar por agradecer o apoio e presença dos adeptos do União Moitense e em especial aos Ultras.
Entrámos praticamente a vencer com um golo do Amadeu, logo aos 5 minutos, numa fase em que as equipas se estudavam mutuamente.
Mantivemos os níveis de concentração e fomos à procura do segundo golo que aconteceu mas invalidado pelo auxiliar, logo de seguida num mau passe do guarda-redes do Santiago o Amadeu intercepta a bola e isolado é derrubado dentro na área onde provavelmente se teria de marcar penálti e expulsar o jogador que cometeu a falta, tal não aconteceu o que fez com que a nossa equipa perdesse momentaneamente a concentração e nessa fase sofremos uma bola ao poste, onde não foi golo por mera felicidade nossa. Após isso, o Daniel Direito fez o favor de se expulsar ao incompreensivelmente morder o braço do nosso capitão na cara do Tiago Bolegas. Após a expulsão ainda tivemos mais duas ocasiões de golo até ao final do primeiro tempo.
Na segunda parte tentámos proteger a nossa baliza e procurar o golo que viria a acontecer com alguma naturalidade, quando logo de seguida numa desatenção num canto defensivo, sofremos o golo. Isso fez com que o Santiago crescesse, e como uma boa equipa e bem organizada que está, mesmo com 10 foram à procura do golo. Equilibrámos com a entrada do Sandro Lopes e controlámos um pouco mais. Os minutos finais foram jogados com maior intensidade provocando ansiedade para quem estava de fora, mas executado com clarividência e maturidade por parte dos meus jogadores”.

ÁLVARO MENDES, treinador do U. Santiago :   

(Devido a um problema de ordem técnica que nos levou
a ter que fazer uma nova gravação, apenas agora foi possível
fazer a publicação das declarações de Álvaro Mendes. 
Do facto, pedimos desculpa.)


Share on Google Plus