1.ª DIVISÃO AF SETÚBAL»» Pescadores 1 Banheirense 2

Pescadores venciam ao intervalo, por 1-0…

JOGO TEVE UM FINAL FELIZ PARA A EQUIPA DA BAIXA DA BANHEIRA QUE MARCOU AOS 89 MINUTOS

Num mau jogo de futebol ganhou a equipa que mais acreditou e lutou até ao último minuto.

O Banheirense começou melhor a partida e logo aos dois minutos, numa excelente jogada, Ailton atirou para a baliza mas, quando a bola ia a entrar, Alex tocou nela e árbitro assistente assinalou fora de jogo.

Depois o jogo entrou numa toada de equilíbrio e de pontapé para a frente. Aos 15m, num livre lateral, a bola chegou a Ivo que cruza para a área e o árbitro assinala penálti por alegada mão de Valdo, que resultou no golo dos Pescadores.

Até ao fim da primeira parte será apenas de registar mais um golo anulado ao Banheirense. Na sequência de uma bola parada, um jogador do Banheirense cabeceia ao segundo poste, os homens da Baixa da Banheira festejaram, mas mais uma vez o árbitro assistente assinala fora de jogo, num lance muito duvidoso.

Para o recomeço dos segundos 45 minutos o treinador Rui Fonseca faz uma dupla alteração, colocando em campo Morgado e Daniel Lourenço e o jogo da sua equipa melhorou substancialmente porque ia tendo mais caudal ofensivo, mais posse de bola e como tal foi remetendo os Pescadores para o seu meio campo mas estes quando saíam faziam-no sempre com algum perigo através de contra-ataques, utilizando a grande velocidade dos seus dois atacantes.

Aos 70m Alex pega na bola a meio do meio campo, galgou terreno com bola, e já dentro da grande área remata certeiro fazendo o 1-1. Depois, assistimos a 10 minutos frenéticos, dos 80 aos 90 o Banheirense sufocava os Pescadores perto da sua grande área mas estes além de se defenderem muito bem iam saindo muito fortes no ataque, explorando o facto de o Banheirense estar muito exposto devido à forma como procurava o golo.

Aos 89’ Ailton rouba a bola aos centrais dos Pescadores, em esforço cruza para o coração da área, e aí aparece Daniel Lourenço a encostar para o fundo das redes.

Desalento para os homens da Costa de Caparica, que estavam a defender o empate com unhas e dentes, e a alegria para a equipa da Baixa da Banheira que viu o seu espirito combativo compensado pelo golo.

Com esta vitória o Banheirense subiu para o oitavo lugar com 27 pontos e os Pescadores são cada vez mais últimos estando agora com menos cinco pontos do penúltimo classificado, que passou a ser o Comércio Indústria.

Na próxima jornada o Banheirense viaja até Santiago do Cacém e os Pescadores deslocam-se ao Montijo para defrontarem o líder.



A OPINIÃO DOS TREINADORES…

TOCÁ, treinador dos Pescadores:


RUI FONSECA, treinador do Banheirense:

“Só com muita união e espirito de sacrifício conseguimos dar a volta ao resultado

“Começo por dedicar esta vitória ao meu pai, sr. Fernando da Fonseca, que está sempre presente para me apoiar e foi dele que herdei a paixão pelo jogo.

Sobre a partida propriamente dita, deve-se dizer que para nós foi melhor o resultado do que a exibição, mas o futebol é assim, já jogámos melhor e não pontuámos e hoje o nosso jogo não foi nada famoso mas conquistámos os três pontos.

Devo referir também que se o jogo tivesse terminado empatado, também não seria errado. Contudo, devo referir que os rapazes estão de parabéns. Eles não tiveram uma semana nada fácil, tivemos problemas a nível interno que foram bem duros para eles, mas ainda assim tiveram uma resposta muito digna.

Aliás, só conseguimos vencer porque eles tiveram uma enorme crença no seu valor, acreditaram até ao fim que era possível vencer a partida, quando a 20m do fim se está a perder, só mesmo com muita união e espirito de sacrifício se consegue dar a volta ao resultado, por tudo isso a vitoria é inteiramente dos rapazes”

Share on Google Plus