CASA DO BENFICA NO SEIXAL»» Eleições realizam-se no dia 26 entre as 10 e as 13 horas…

Paulo Lopes é candidato único a presidente da direcção…

“QUEREMOS QUE O BENFICA CONTINUE A MARCAR PONTOS AQUI NO CONCELHO DO SEIXAL”

A Casa do Benfica no Seixal vai eleger os novos corpos sociais no próximo domingo, dia 26 de Março, com a votação a decorrer entre as 10 e as 13 horas.

Ao acto eleitoral vai concorrer apenas uma lista em que o actual vice-presidente, Paulo Lopes, se apresenta como candidato a presidente da direcção.  

“Candidato-me com a intenção de dar continuidade ao trabalho desenvolvido pela direcção que cessa agora o seu mandato. O nome Benfica assim me obriga. Sendo uma marca no concelho e tendo por perto o Caixa Futebol Campus queremos que o Benfica continue a marcar pontos aqui. Tenho muita ambição e muita vontade em trabalhar porque em minha opinião ainda algo está por fazer”, foi assim que começou a nossa conversa com Paulo Lopes que de seguida falou sobre aquilo que pretende fazer nos próximos três anos.

“A direcção que agora termina o mandato propôs-se a melhorar a imagem da Casa do Benfica e os resultados foram muito positivos. Esta casa cresceu através das suas secções que nos deram muitas vitórias e alegrias. Mas nós entendemos que ainda falta qualquer coisa e nesse sentido vamos trabalhar a parte interna da Casa, que eu considero ser o seu calcanhar de Aquiles. Temos que fazer com que os benfiquistas venham mais à Casa”, salientou o candidato a presidente que avançou com algumas ideias que quer ver concretizadas.


“O associado tem que sentir o que é ser benfiquista”

“Neste momento estamos a preparar uma sala que será denominada “Sala do Associado” onde quem lá entrar vai sentir certamente o que é ser benfiquista. Temos ideias para os benfiquistas começarem a criar rotinas que não tinham e é por aí que vamos avançar. O associado tem que sentir o que é ser benfiquista, é certo que temos o Caixa Futebol Campus perto e estamos também perto do Estádio da Luz mas o associado que não se pode deslocar a qualquer destes espaços deve ter a oportunidade de viver todas as emoções na nossa Casa”, disse Paulo Lopes que pretende também fomentar os jogos tradicionais, como a sueca e organizar o jantar de aniversário do 10.º aniversário da Casa do Benfica no Seixal, para além de outros projectos que serão divulgados na altura própria.


Ser campeão de futsal e colocar o atletismo no pódio
são objectivos para os próximos três anos

Sobre as modalidades que têm dado mais relevância à Casa do Benfica, Paulo Lopes coloca a fasquia num plano bastante elevado.

“Neste momento, o futsal disputa a 1.ª Liga E.Leclerc e é nosso objectivo ficar entre os seis primeiros para cimentar a nossa posição. Depois, nos próximos dois anos tentaremos ser os campeões do concelho. No atletismo, actualmente, temos uma equipa que nos dá garantias. Temos novos seccionistas, dinamizámos a secção e agora só pensamos no pódio”.


“Passámos a ser um ponto de referência na procura de bilhetes”

Uma das missões importantes da Casa do Benfica no Seixal é a venda de bilhetes para os jogos do Benfica no Estádio da Luz.

“De facto, a nossa bilheteira já é muito procurada. A afluência tem aumentado sobretudo depois do encerramento das Casas do Benfica no Barreiro e na Baixa da Banheira, passámos a ser um ponto de referência na procura de bilhetes e subimos consideravelmente no ranking das Casas, no que respeita à venda de bilhetes”.



“Nunca ambicionei ser presidente”

Paulo Lopes está empenhado em desenvolver um bom trabalho à frente da Casa do Benfica no Seixal mas confessou ao nosso jornal que nunca teve essa intenção.

“Nunca ambicionei ser presidente de uma Casa do Benfica mas estes anos têm sido muito importantes para mim porque consegui explanar todo o benfiquismo que aprendi com as pessoas que me ensinaram. Tenho 26 anos de associado do clube, sou águia de prata e tudo o que me foi ensinado estou a transmitir para dentro, mas ainda falta qualquer coisa. Quero homenagear o meu avô que na década de sessenta era o organizador, em Portalegre, das excursões ao mítico Estádio da Luz na altura em que o Benfica ganhou as duas Taças dos Campeões Europeus. Foram estes ideais que o meu avô me transmitiu, o ser benfiquista, e eu quero que ele, onde quer que esteja, sinta orgulho do neto, que deu continuidade à semente que ele produziu”.


“Esperamos que o SL Benfica comece a olhar para esta Casa de outra maneira”

E a finalizar deixou uma palavra de apreço aos atletas, ao poder local, ao Jornal de Desporto e um desejo em relação ao SL Benfica.

“Não podia terminar sem deixar uma palavra de agradecimento aos atletas desta Casa pelo facto de, com o seu desempenho, sacrifício e suor, terem contribuído para o crescimento das respectivas secções. É também nossa intenção continuar a colaborar com o poder local, que tem sido importante para o desenvolvimento desta Casa, agradecer a divulgação das nossas actividades feita pelo Jornal de Desporto que também tem sido muito importante para esta Casa dado que nos ajudou a estabelecer algumas parcerias. E, por fim, esperar que o SL Benfica comece a olhar para esta Casa de outra maneira”. 



Share on Google Plus