1.ª DIVISÃO AF SETÚBAL»» Monte Cap. 1 Alcochetense 1

Incerteza quanto ao desfecho final durou até ao fim…

MONTE DE CAPARICA E ALCOCHETENSE REPARTIRAM OS PONTOS EM DISPUTA

No Campo Rocha Lobo registou-se um dos três empates da jornada. Monte de Caparica e Alcochetense entraram empenhados em fazer o seu melhor com a intenção de obterem um resultado que satisfizesse as suas pretensões.

O tempo estava quente mas isso não constituiu qualquer tipo de obstáculo para os jogadores que se entregaram de alma e coração ao jogo.

O Monte de Caparica entrou melhor e criou algumas oportunidades mas a primeira equipa a marcar foi a de Alcochete que foi assim para o intervalo a ganhar por 1-0, com o jogo inteiramente controlado.

Na segunda parte o Monte de Caparica entrou disposto a alterar o rumo dos acontecimentos mas a tarefa não se apresentava fácil porque o Alcochetense se fechava muito bem e contra-atacava quase sempre com perigo.

A equipa de José Meireles, a precisar de pontos como pão para a boca, continupo em busca de melhor e acabou finalmente por chegar à igualdade aos 69 minutos com um golo marcado por Luís Almeida.  

A incerteza quanto ao desfecho final foi-se mantendo mas nada se alterou em termos de resultado tendo o jogo terminado com um empate que satisfaz muito mais as pretensões do Alcochetense que do Monte de Caparica.

Contudo, nesta fase do campeonato, onde os pontos são muito importantes, tavlvez não tenha sido assim tão mau. Costuma-se dizer que de grão a grão enche a galinha ao papo…

Na classificação o Alcochetense está em 12.º lugar com 25 pontos e o Monte de Caparica na posição seguinte com 18, tantos quantos tem o Beira Mar de Almada.

Na próxima jornada ambas as equipas tem derbis para realizar. O Alcochetense recebe o Olímpico do Montijo e o Monte de Caparica desloca-se ao Pragal para defrontar o Almada.   



A OPINIÃO DOS TREINADORES…

JOSÉ MEIRELES, treinador do Monte de Caparica:

“Nenhuma das equipas queria perder e a incerteza no resultado durou até ao último minuto”

"Muito calor e muita luta foi o que tivemos hoje no campo Rocha Lobo. Desde o primeiro minuto que ambas as equipas mostraram que não queriam perder o jogo e por isso a incerteza no resultado durou até ao último. Entrámos melhor no jogo e por duas vezes ainda durante os primeiros 20` poderíamos ter aberto o activo mas tal não aconteceu e a partir dai o nosso adversário equilibrou a partida e viria mesmo adiantar-se no marcador. A minha equipa sentiu o golo sofrido e até ao final da primeira metade não consegui encontrar-se.

Conseguimos que o intervalo fosse um bom conselheiro e entrámos na segunda metade com vontade de mudar o rumo às coisas mas encontrámos um adversário que defendia com tudo e explorava a ofensiva com rápidos contra ataques. À passagem do minuto 69` viríamos a chegar à igualdade que já justificávamos.

A partir daqui o jogo partiu-se e jogava-se mais com o coração e menos com a cabeça, mas ambas as equipas procuravam ser felizes com a obtenção do segundo golo e ele só não apareceu para nós por mera infelicidade. Luís Almeida rematou forte de fora da área mas a bola caprichosamente bateu no poste e saiu ao lado. Estavam decorridos 83`, possivelmente o nosso adversário já não teria tempo de recuperar, mas nunca saberemos. Agora é começar já a pensar no próximo jogo e curiosamente é o dérbi dos dérbis pois iremos defrontar o nosso vizinho Almada.

O trio de arbitragem chefiado por André Pagaime teve uma tarde tranquila pois encontrou dois conjuntos que só se preocuparam em jogar".


VICTOR CONCEIÇÃO, treinador do Alcochetense:  

(A aguardar…)

Share on Google Plus