TAÇA DE PORTUGAL»» AMORA 2 FARENSE 3

Perante um adversário de grande qualidade…

AMORA FOI ELIMINADO MAS SAI DE CABEÇA ERGUIDA

O Amora foi eliminado da Taça de Portugal mais saiu de cabeça erguida perante uma equipa de escalão superior [Farense] recheada de elementos de grande qualidade que fazem dela uma das mais sérias candidatas à II Liga.

A derrota em nada deslustra a exibição da equipa orientada por Élio Santos que lutou condignamente por um resultado diferente.

Logo após o apito inicial do árbitro o Farense tentou tomar conta do jogo mas o Amora não permitiu e os primeiros minutos decorreram de forma repartida. Porém, aos 9 minutos, com alguma dose de felicidade, num lance algo polémico, os algarvios colocaram-se em vantagem. Numa jogada de ataque pelo lado esquerdo a bola é metida para a grande área do Amora, onde no meio de alguma confusão aparece Irobiso a empurrar para o fundo da baliza. Gerou-se algum impasse devido à posição do jogador algarvio mas o árbitro depois de ter hesitado apontou para o centro do terreno, perante os protestos dos jogadores do Amora.


O Amora reage de forma positiva e dois minutos depois Maside desperdiça uma boa oportunidade e mais tarde (20’) França num livre lateral atira ao poste.

Não marcou o Amora mas voltou a marcar a Farense por intermédio de Fábio Gomes, aos 22 minutos. O jogo continuava a decorrer de forma equilibrada e aos 37 minutos o Amora reduziu para 1-2, através de um autogolo de Bruno Bernardo mas mesmo à beira do intervalo (44’) Fábio Gomes bisou e levou a sua equipa para o intervalo a vencer por 3-1.

Na segunda parte o Amora entrou ainda com mais vontade e aos 58 minutos reduz para 2-3 com um golo marcado de grande penalidade por França. Na sequência da falta cometida Cássio vê o cartão vermelho e o Farense passa a jogar em inferioridade numérica.

O jogo estava relançado e o Amora bem tentou chegar ao empate para forçar o prolongamento mas o Farense, com a experiência dos seus jogadores conseguiu segurar a vantagem que lhe deu o passaporte para a 3.ª eliminatória.


FICHA DO JOGO

Estádio da Medideira, em Amora
ÁRBITRO: Pedro Ramalho (Évora), auxiliado por Nuno Croino e Duarte Silva

AMORA: Madureira; Adérito, Balela, Rúben Nunes, Penha (Lacão, 45’); França, Maside (Fabinho, 65’), Pedro Pereira (Bernardo, 65’), Edson; Joca e Bruninho.
Suplentes não utilizados: Gonçalo, Fábio Charrua, Ricardo Santos e Jessy.
Treinador: Élio Santos

FARENSE: Miguel; Godinho, Bruno Bernardo, Cássio, Jorge Ribeiro; André Ceitil, Léo Tomé, Zambujo (André Vieira, 61’), Alvarinho (Pedro Kadri, 86’); Irobiso (Jorginho, 42’) e Fábio Gomes.
Suplentes não utilizados: Guilherme, Edwuard, Neca e Tavinho
Treinador: Rui Duarte

Marcadores: 0-1, Irobiso (9’); 0-2, Fábio Gomes (22’); 1-2, Bruno Bernardo (37’) pb; 1-3, Fábio Gomes (44’); 2-3, França (58’) gp.

Disciplina: Cartão amarelo para Zambujo (14’), Penha (26’), André Ceitil (45’), Rúben Nunes (85’), Edson (90+5’). Cartão vermelho para Cássio (56’). 




Share on Google Plus