1.ª DIVISÃO AF SETÚBAL»» FC SETÚBAL 2 BANHEIRENSE 0

Setubalenses estreiam-se no campeonato com uma vitória...

FC SETÚBAL CONTINUA IMPARÁVEL NOS JOGOS EM CASA



O FC Setúbal fez a sua estreia absoluta no Campeonato Distrital da 1.ª Divisão na recepção ao Banheirense, com uma vitória.

O triunfo dos setubalenses não foi nada fácil de conseguir devido à postura do adversário que complicou bastante a tarefa.

No decorrer da primeira parte não se registaram golos chegando por isso mesmo o intervalo com o marcador em branco.

Na segunda parte, a equipa de Mário Leandro, que estreou mais dois jogadores [o congolês Gakou e o bem conhecido Djá, ex-Palmelense] tentou forçar mais o ataque mas o Banheirense, esta época orientado por José Meireles, estava a dar muito boa conta de si e o resultado ia-se mantendo.

Aos 81 minutos, porém, na sequência de um livre [que o Banheirense diz não ter existido] o FC Setúbal coloca-se em vantagem com um golo marcado por Anderson.


O Banheirense ainda tentou reagir mas pouco tempo depois (86') os setubalenses fazem o 2-0, por Iguaran, e tudo ficou decidido.


Na próxima jornada o FC Setúbal desloca-se a Sesimbra e o Banheirense recebe o Desportivo Fabril.





A OPINIÃO DOS TREINADORES...


MÁRIO LEANDRO, treinador do FC Setúbal



"É fantástico viver estes momentos"





Para ouvir as declarações de Mário Leandro clique aqui...





JOSÉ MEIRELES, treinador do Banheirense:

“Depois de tanto trabalho e entrega talvez a equipa tivesse merecido melhor sorte”


“Quem foi hoje ao Municipal da Bela Vista assistiu no meu entender a uma boa partida de futebol. Embora estivesse bastante calor, ambas as equipas não se pouparam a esforços e correram durante os 99' que durou a partida. Começámos por dar a iniciativa do jogo ao adversário e penso que conseguimos. Ao intervalo mudámos o posicionamento e a estratégia e começámos a chegar cada vez mais perto da baliza contrária e quando nada fazia prever fomos atraiçoados por um erro de apreciação do Pedro Contumélias que assinalou uma falta inexistente e daí saía o primeiro golo. O segundo aparece numa fase em que já procurávamos em desespero a igualdade. Desguarnecemos o sector defensivo e o nosso adversário aproveitou. Pedro Contumélias, embora lhe aponte o erro que já falei atrás, penso que teve uma boa prestação num campo difícil, num ambiente também nada fácil”.

Share on Google Plus