1.ª DIVISÃO DISTRITAL»» ALFARIM 2 ALCOCHETENSE 1

Jogo teve um final feliz para o Alfarim...

A FESTA IA SENDO ESTRAGADA POR UM ADVERSÁRIO QUE FOI BASTANTE INCÓMODO



O Alcochetense quis estragar a festa ao Alfarim, que tinha acabado de inaugurar a cobertura da bancada, mas não conseguiu porque a equipa da casa com uma ponta final digna de registo acabou por virar um resultado que lhe era desfavorável.

Zé Martins foi o homem do jogo ao marcar os dois golos da sua equipa nos últimos minutos com destaque para o segundo, já em período de compensação, na cobrança de um canto directo.

Quem entrou melhor no jogo foi o Alcochetense que até poderia ter marcado logo nos primeiros minutos. Depois o Alfarim foi equilibrando e o jogo ficou mais repartido, atingindo-se o intervalo com o marcador em branco.

Na segunda parte foi o Alfarim que entrou melhor criando uma ou outra situação de perigo  que não conseguiu concretizar e o Alcochetense numa saída rápida para o ataque acabou por inaugurar o marcador por intermédio de Daniel Correia, quando estavam decorridos 55 minutos.

O tempo começava a ficar escasso para o Alfarim poder alterar o rumo dos acontecimentos e a tarefa apresentava-se muito complicada devido à forma aguerrida e empenhada como a equipa de Alcochete se estava a entregar ao jogo.

Perante esta situação o Alfarim arriscou tudo e acabou por ser feliz conquistando a vitória que foi bastante valorizada pelo Alcochetense que foi sempre um adversário incómodo.

Na tabela classificativa o Alfarim tem sete pontos e reparte o 3.º lugar com o Moitense enquanto o Alcochetense, juntamente com o Banheirense, é um dos últimos classificados, ainda com zero pontos.



A OPINIÃO DOS TREINADORES...


ALFREDO ALMEIDA, treinador do Alfarim:


"Foi um jogo muito intense disputado por duas equipas que se preocuparam em ganhar"




Para ouvir as declarações clique aqui...





VICTOR CONCEIÇÃO, treinador do Alcochetense:

“Provámos a nossa qualidade ao fazer o jogo que fizemos, em casa deste forte adversário”

“Jogo bastante competitivo, onde ambas as equipas quiseram ganhar. Provámos a nossa qualidade ao fazer o jogo que fizemos, em casa deste forte adversário.

Apesar de considerar que fomos alvos de uma boa arbitragem, sinto que não podemos negligenciar aquilo que são dois penaltis demasiado evidentes a nosso favor, não assinalados, aos 61' e aos 64', quando ainda estava 0-1.


Por último, dar os parabéns ao nosso adversário, mas também aos meus jogadores, que tudo fizeram para serem felizes, com a certeza de que este é o caminho para chegarmos aos nossos objectivos”.



Share on Google Plus