1.ª DIVISÃO DISTRITAL»» U. SANTIAGO 0 FABRIL 0

Fabril jogou com 10 jogadores desde os 48 minutos...

NO FINAL NINGUÉM FICOU TOTALMENTE SATISFEITO COM O RESULTADO



U. Santiago e Desportivo Fabril, que se defrontaram no excelente tapete verde do Campo Miróbriga, não conseguiram melhor que um empate sem golos nesta partida relativa à 4.ª jornada do Campeonato Distrital da 1.ª Divisão que assinalava a estreia de Flávio Santos como treinador principal da equipa do Barreiro, após a saída de José Carvalho no início da semana.

Quando um resultado destes acontece normalmente ninguém fica totalmente satisfeito. 

Foi o que aconteceu também aqui porque a equipa da casa, que vinha de uma derrota sofrida em Setúbal, queria vencer acontecendo o mesmo ao Desportivo Fabril, candidato assumido, que não está a ter um início de campeonato nada famoso.


Para além de ter terminado sem golos um dos factos mais salientes do jogo foi a expulsão de Carlos André que deixou o Desportivo Fabril reduzido a 10 jogadores aos 48 minutos. É evidente que este foi um rude golpe para as pretensõe de Flávio Santos que foi obrigado a mudar aestratégia que trazia para a segunda parte.


O U. Santiago, apesar de ter jogado em superioridade numérica durante imenso tempo, não conseguiu tirar partido disso e teve que se contentar apenas com um ponto. 

Na classificação o U. Santiago está em 11.º lugar com 4 pontos e o Fabril na oitava posição com cinco pontos, já bastante longe da liderança. 

Na próxima jornada o U. Santiago desloca-se a Grândola num despique que desperta sempre grande interesse na região e o Fabril recebe o Alcochetense. 



A OPINIÃO DOS TREINADORES...

CARLOS NEVES, treinador do U. Santiago:



"Não ficámos satisfeitos com o resultado porque jogámos para ganhar"



Para ouvir as declarações clique aqui...








FLÁVIO SANTOS, treinador do Fabril:

"O resultado é mau porque o objectivo era trazer os 3 pontos de Santiago"



Para ouvir as declarações clique aqui...


Share on Google Plus