BARREIRENSE»» Pedro Amora comenta jogo com Alfarim

Treinador salienta o compromisso, solidariedade, união, raça e querer dos seus jogadores…

“FOI UMA VITÓRIA DE UM GRUPO DE TRABALHO FANTÁSTICO, QUE NUNCA BAIXOU OS BRAÇOS”


“Foi mais um jogo muito bom da minha equipa. Na primeira parte quase tudo nos aconteceu, acho que entrámos bem no jogo, fomos pressionantes, conseguimos criar oportunidades,  fizemos um golo (mais um mal anulado), sofremos um golo no único remate enquadrado durante a primeira parte, falhámos um penalti, tivemos um jogador (bem) expulso e falhámos pelo menos mais duas situações flagrantes. Na primeira parte o Alfarim para além do golo e de tentar gerir a vantagem, pouco mais fez.

Mesmo com tantas incidências durante a primeira parte, não baixámos os braços e, na segunda parte,  apesar de estarmos com menos um jogador e a perder, entrámos decididos a dar a volta ao marcador.




Assumimos o jogo desde o primeiro minuto, fomos crescendo, acreditando e com o desenrolar do jogo, impondo uma  intensidade elevada com o Alfarim, através das perdas de tempo e entradas do massagista, a procurar quebrar os ritmos do jogo. 

Acabámos por ser felizes na forma como fazemos o primeiro golo, mas é um erro forçado pela nossa equipa, não caiu do céu.

Continuámos a acreditar que era possível, fomos à procura do golo da vitória que acaba por acontecer nos minutos finais, mas que poderia ter acontecido antes, dadas as situações que tivemos.

Em suma, uma vitória de um grupo de trabalho fantástico, que nunca baixou os braços e que mais uma vez demonstrou enorme compromisso, solidariedade, união, raça e querer”.

Share on Google Plus