1.ª DIVISÃO DISTRITAL»» PALMELENSE 1 FABRIL 4

Fabril, aos 10 minutos já ganhava por 2-0…

DOIS GOLOS DE BOLA PARADA ABRIRAM O CAMINHO PARA UMA VITÓRIA COM NÚMEROS GORDOS


O Desportivo Fabril alcançou um dos resultados mais expressivos da jornada em Palmela, diante de uma equipa que normalmente sofre poucos golos. Aliás, esta foi mesmo a derrota mais pesada sofrida pela equipa de Palmela, desde que o campeonato começou.

Dois golos sofridos nos primeiros 10 minutos, em duas situações de bola parada, deixaram a equipa orientada por Jaime Margarido praticamente fora de combate, embora nunca tenha desistido de lutar por um resultado condigno.

O Fabril, que obteve a sua terceira vitória consecutiva, com os dois golos marcados bem cedo, aos 3 minutos por Rúben Braga e aos 10 por Rocha, ficou mais confiante e encarou o resto do encontro sem grandes preocupações.

Aos 61 minutos, Alex, aumentou a contagem para 3-0 e, se as coisas já estavam complicadas ainda mais difíceis se tornaram porque o tempo era escasso para recuperar uma desvantagem de três golos.

Com o golo que marcou por Sousa aos 70 minutos a equipa de Palmela ainda ganhou algum fulgor mas o Fabril ia controlando e já em tempo de compensação fixou o marcador final em 4-1, por intermédio de Galvão.

De referir que este jogo marcou o regresso de Flávio Santos a Palmela, onde trabalhou com sucesso nas duas últimas temporadas.

Na classificação o Desportivo Fabril ascendeu ao terceiro lugar e o Palmelense está confortavelmente na 11.ª posição.

Na próxima jornada o Fabril recebe o Vasco da Gama e o Palmelense desloca-se a Grândola.







Share on Google Plus