INICIADOS»» BENFICA 5 V. SETÚBAL 0

Bruno Santos, com um hat-trick, foi a principal figura do encontro…

CAMINHO PARA O TRIUNFO ABERTO NA PRIMEIRA JOGADA DO ENCONTRO 

O Benfica iniciou a segunda volta do campeonato nacional de iniciados com uma goleada sobre o V. Setúbal, que sofreu a derrota mais pesada da época. Com esta vitória as águias mantêm a liderança da Série Sul com 3 pontos de vantagem sobre o Sporting, contando por vitórias todos os jogos disputados.  

O caminho para o triunfo foi aberto logo na primeira jogada do encontro por João Tomé que correspondeu da melhor forma, de cabeça, a um cruzamento efectuado do lado esquerdo por Pedro Santos.

A equipa sadina respondeu com um remate muito perigoso de Gonçalo Pinto, que saiu ligeiramente ao lado (6’) mas o Benfica voltou a pegar no jogo, foi criando algumas oportunidades. Guilherme Pio (18’), num cabeceamento perfeito, atirou à barra e três minutos depois Bruno Santos fez o 2-0, num remate cruzado, após ter vencido a oposição de um adversário.

O domínio da equipa orientada por Luís Nascimento era bastante acentuado e até ao intervalo o marcador voltou a funcionar por mais duas vezes por Martim Neto (27’), com um remate à meia volta na zona da meia-lua e por Bruno Santos que levou a bola a bater no poste e nas costas do guarda-redes setubalense, antes de entrar.

Na 2.ª parte o jogo manteve as mesmas características, com o Benfica ao ataque, e aos 44 minutos Bruno Santos encerrou a contagem fazendo o terceiro golo da sua conta pessoal.

De salientar, entretanto, a atitude da equipa setubalense, que nunca se fechou demasiado e nunca deixou de procurar o golo.  

                                                                                        

TREINADORES:

Luís Nascimento (Benfica): “Fizemos uma exibição muito boa, com ambição e grande intensidade de jogo, que nos deixa boas indicações para o futuro. O golo marcado cedo podia causar algum relaxe mas não foi isso que aconteceu”.

Carlos Parreira (V. Setúbal):”Não entrámos bem e este terá sido talvez o jogo menos feliz que fizemos até aqui. Vamos levantar a cabeça, respirar fundo e continuar o nosso caminho”.

Share on Google Plus