1.ª DIVISÃO DISTRITAL»» SESIMBRA 1 ALMADA 0



Guarda-redes do Almada foi expulso aos 39 minutos…

GOLO DE BERNARDO MATA GARANTE A CONQUISTA DOS TRÊS PONTOS

O Sesimbra venceu o Almada por 1-0 em jogo realizado no Estádio Vila Amália relativo à 20.ª jornada do Campeonato Distrital da 1.ª Divisão e com os pontos conquistados cimentou a sua posição na tabela classificativa.

O jogo não foi primoroso em termos de qualidade mas valeu pela entrega e aplicação dos jogadores de ambas as equipas que se esforçaram bastante na procura do melhor resultado possível.

A vitória da equipa sesimbrense foi obtida com um golo marcado por Bernardo Mata, quando estavam decorridos apenas 15 minutos de jogo e aconteceu na sequência de um livre directo em que o Hernâni defende a bola e quando ela bateu no chão foi para dentro da baliza.


Pouco tempo depois aconteceu a expulsão do guarda-redes do Almada que travou em falta um jogador do Sesimbra que seguia isolado para a baliza, quando estavam decorridos 39 minutos.

O Sesimbra não conseguiu tirar proveito da superioridade numérica e o jogo acabou por terminar com o marcador a assinalar 1-0, fruto do golo marcado no decorrer da primeira parte.

Contudo, será de salientar o facto de o Almada ter atirado uma bola ao ferro já no decorrer da segunda parte e da entrega dos seus jogadores que nunca deixaram de lutar pelo golo mesmo até ao fim.

Com esta vitória o Sesimbra passou a somar 31 pontos e encontra-se na tabela classificativa em sexto lugar enquanto os almadenses ocupam a penúltima posição com apenas 9 pontos.

No reatamento do Campeonato, a 8 de Abril, o Almada recebe o U. Santiago e o Sesimbra desloca-se à Moita.


A OPINIÃO DOS TREINADORES…


PAULO LOUREIRO, treinador adjunto do Almada:

“Pelo que fizemos na segunda parte com menos um jogador merecíamos ter chegado ao empate”

"Foi um jogo em que o autogolo fez a grande diferença entre as duas equipas. Na primeira parte foi um jogo muito jogado no meio campo sem nenhuma oportunidade de golo para qualquer dos lados, excepção para o lance do golo em que o nosso guarda-redes segurou a bola rematada à figura e depois quando a deixou cair esta foi para dentro da baliza.

Depois, aos 39', quando um jogador do Sesimbra seguia isolado  o nosso guarda-redes fez falta, viu o cartão vermelho directo e ficámos reduzidos a 10 unidades.

Na segunda parte mesmo a jogar com 10 conseguimos entrar melhor no jogo e aos 50' atirámos uma bola à barra. A partir dai conseguimos ganhar mais bolas no meio campo e procurámos sempre chegar ao golo que esteve muito perto de acontecer nos momentos finais da partida em dois livres cobrados à entrada da área mas aparecia sempre uma perna ou o corpo de um jogador do Sesimbra a desviar a bola.

Por isso acho que pela segunda parte que fizemos, e com menos um jogador, merecíamos ter chegado ao empate que para mim teria sido o resultado mais justo.

No que diz respeito à arbitragem esteve muito bem no lance que deu o golo ao Sesimbra porque a bola ultrapassou a linha de baliza. Acho que não teve influência nenhuma no resultado final”.

Share on Google Plus