2.ª DIVISÃO DISTRITAL»» C. PIEDADE ‘B’ 3 MONTE DE CAPARICA 0

Monte de Caparica descontente com a arbitragem…

NÃO FOI TÃO FÁCIL COMO O RESULTADO DEIXA TRANSPARECER  
Em jogo realizado no Campo da Boa Hora, em Arrentela, que passou a ser o quartel-general do Cova da Piedade nesta fase da competição, a equipa B derrotou o Monte de Caparica por três bolas a zero.

A vitória da equipa piedense começou a ser construída aos 30 minutos por Alcario que converteu com êxito a cobrança de uma grande penalidade contestada pelo adversário que acusa o árbitro de ter feito vista grossa momentos antes num lance idêntico contra o adversário.

Oito minutos depois surge o segundo golo (autogolo) na sequência de um lance que originou também alguma polémica em virtude do árbitro assistente ter levantado e depois baixado a bandeirola. E, foi assim com o resultado de 2-0 que se atingiu o intervalo.

  
Na segunda parte o Monte de Caparica, com a garra que se lhe conhece e com a maior experiência dos seus jogadores, foi tentando remar contra a maré em busca de um resultado diferente mas não conseguiu e ainda por cima acabou por sofrer o terceiro golo que foi marcado já em período de compensação (90+2’) por Vilson, que fez a sua estreia pelo Cova da Piedade.

Quem olhar só para o resultado pode ficar com a ideia que se tratou de um jogo fácil para o C. Piedade mas isso não corresponde à verdade. Aliás, tendo em conta as incidências do jogo este é sem dúvida um castigo demasiado pesado para o Monte de Caparica.

Na próxima jornada o Monte de Caparica recebe a Quinta do Conde e o Cova da Piedade desloca-se a Alcácer do Sal.



Share on Google Plus