1.ª DIVISÃO DISTRITAL»» ALMADA 0 U. SANTIAGO 1



Almada desperdiçou penalti aos 75 minutos…

U. SANTIAGO VENCE NO PRAGAL COM GOLO MARCADO NO DECORRER DA PRIMEIRA PARTE 


 O U. Santiago conquistou os três pontos da vitória na partida que disputou no Pragal, com o Almada, em jogo relativo à 21.ª jornada do Campeonato Distrital da 1.ª Divisão.

A vitória foi conquistada com um golo marcado por Ruan Carlos na primeira parte quando estavam decorridos 35 minutos de jogo na sequência de uma saída rápida para o ataque e foi exactamente com a equipa do litoral alentejano em vantagem que se atingiu o intervalo.

Na segunda parte a equipa almadense surgiu com outra dinâmica e passou a incomodar muito mais a equipa adversária que acabou por cometer falta para grande penalidade que o árbitro assinalou.


Lino, chamado para converter, atirou de forma a permitir a defesa ao guarda-redes João Correia, perdendo assim uma excelente oportunidade para chegar ao empate.

No último quarto-de-hora a equipa almadense ainda tentou chegar à igualdade e até criou mais algumas oportunidades mas não conseguiu concretizar e acabou por perder o jogo.

Na tabela classificativa o U. Santiago ocupa o 12.º lugar com 22 pontos [os mesmos que têm Beira Mar de Almada e Alcochetense] e o Almada manteve a sua posição no 15.º lugar mas permitiu que o Banheirense se colasse a si em termos pontuais na cauda da tabela.

Na próxima jornada o Almada desloca-se a Alcochete e o U. Santiago recebe o Moitense.


PAULO LOUREIRO, treinador adjunto do Almada:

“Há que levantar a cabeça e continuar a trabalhar para ver se invertemos a situação”

“Na primeira parte U. Santiago conseguiu ganhar muitas primeiras e segundas bolas no meio campo e tentou sair rápido no contra-ataque e foi numa dessas bolas, num lançamento lateral a nosso favor, em que conseguiram ganhar a bola e rapidamente saíram em contra-ataque para fazer o golo.

No intervalo o Nicolau corrigiu algumas posições e assim começámos a ganhar as primeiras bolas e a conseguir criar perigo junto da baliza adversária. Depois, fez as substituições e então a partir daí mandámos sempre no jogo criando muitas dificuldades à equipa do U. Santiago e, numa dessas situações, conseguimos ganhar uma grande penalidade aos 75' que o Lino não aproveitou permitindo a defesa ao guarda-redes contrário.

Depois disso tivemos ainda mais 3 ou 4 situações onde poderíamos ter marcado mas não conseguimos, há que levantar a cabeça e continuar a trabalhar como temos feito para ver se conseguimos inverter esta situação.

No que diz respeito à arbitragem nada a dizer pois fizeram uma excelente arbitragem”.


Share on Google Plus