SEIXAL»» Vai ter um hotel na Mundet


Criada será também a Rota Barcos do Tejo…

SEIXAL APRESENTA UNIDADE HOTELEIRA A SER CONSTRUÍDA NA FÁBRICA MUNDET

O projecto para a instalação de uma unidade hoteleira na antiga fábrica Mundet, na frente ribeirinha do Seixal, e a futura Rota Barcos do Tejo são dois dos projectos que serão apresentados durante a participação do concelho na Nuticampo, na Feira Internacional de Lisboa. Estes projectos surgem inseridos no âmbito do trabalho que a Câmara Municipal do Seixal tem vindo a promover para o desenvolvimento do turismo e da náutica de recreio e que têm trazido ao Seixal muitos visitantes e interessados em investir no concelho.

O número de visitantes que se deslocam ao Seixal aumentou 65% de 2016 para 2017, sendo uma parte significativa turistas que chegam por via da náutica de recreio. Cerca de 500 embarcações acostaram em 2017 na Estação Náutica Baía do Seixal, muito procurada pelas condições únicas da Baía e pelos serviços que oferece aos nautas. Vêm especialmente de países como França, Dinamarca, Alemanha e  Brasil.

Tendo em conta que o Município do Seixal se pretende posicionar na oferta de alojamento turístico diferenciador, constituindo-se como um complemento de Lisboa, a autarquia tem previstos alguns espaços inovadores e com características diferenciadoras. É o caso do Hotel Mundet, cuja hasta pública está em preparação e que foi apresentado hoje na Nauticampo. Tratando-se da antiga fábrica corticeira Mundet, este hotel terá como particularidade a utilização deste material, sendo portanto o seu conceito associado à indústria corticeiraTrata-se de uma unidade hoteleira de 4 estrelas ou superior, com implantação num terreno de 3680 m2, com possibilidade de edificar 3 pisos mais 1 recuado e cave para estacionamento, com capacidade para mais de 150 quartos.

O valor base de licitação para aquisição da parcela de terreno será de  457 520,00 € e as candidaturas irão desenvolver-se em duas fases. Na primeira fase, de pré-qualificação, os candidatos terão de apresentar um projecto para a unidade hoteleira que pretendem edificar, bem como o modelo de gestão preconizado. A segunda fase será de licitação para arrematação da parcela, restrita aos candidatos qualificados na primeira fase. 

Sendo o Seixal um concelho ligado ao rio, as embarcações tradicionais fazem parte da vida do município,  pelo que a autarquia possui duas embarcações, o bote de fragata Baía do Seixal e o varino Amoroso. Este ano há novidades no que se refere à utilização das mesmas, uma vez que passam a poder ser utilizadas em actividades marítimas e turísticas. Desta forma, perspectiva-se a utilização das embarcações tradicionais da autarquia por operadores marítimo-turísticos, de acordo com o modelo em curso com a Capitania do Porto de Lisboa. A partir de maio, o varino Amoroso estará a navegar, permitindo que quem nele embarca possa conhecer as ancestrais técnicas de navegação à vela, e no último trimestre deste ano, também o bote de fragata estará ao serviço da população.


Share on Google Plus