TAÇA AF SETÚBAL»» U. SANTIAGO 1 AMORA 1 (5-4) GP



Amora impedido de lutar pela conquista do ‘tri’…

EQUIPA ALENTEJANA CONQUISTA UM FEITO INÉDITO NA SUA HISTÓRIA

O Amora, vencedor das duas últimas edições da taça, foi eliminado pelo U. Santiago num jogo que só foi decidido no desempate por grandes penalidades, após se ter registado um empate (1-1) no final do tempo regulamentar e prolongamento.

As equipas partiram para o último penalti igualadas (4-4). No derradeiro, Charrua permitiu a defesa do jovem guarda-redes da formação alentejana, logo a seguir Amândio Ramião converteu e tudo ficou decidido para desespero dos amorenses que ficaram impedidos de lutar pelo “tri” e grande satisfação dos alentejanos que vão marcar presença pela primeira vez na final.


O jogo, que foi muito disputado e emotivo, começou praticamente com o golo do Amora marcado por Peter quando estavam decorridos apenas 9 minutos e foi exactamente esse golo que prevaleceu até ao intervalo.

Na segunda parte o U. Santiago chegou ao empate numa grande penalidade [que os amorenses contestam] convertida por Amândio Ramião, aos 81 minutos, e o jogo chegou ao fim do tempo regulamentar igualado.

No prolongamento o Amora foi uma equipa mais consistente, esteve por cima no jogo e criou várias oportunidades mas não conseguiu os seus intentos por mérito da equipa alentejana.

Depois seguiram-se as grandes penalidades mas antes disso há um episódio que, no entender de Élio Santos, terá condicionado Bruninho a quem o árbitro chamou “palhaço”. O jogador que já tinha um amarelo ficou incrédulo, desatou a chorar sem condições de poder cobrar um dos penaltis, como anteriormente estava programado.


Por parte do U. Santiago concretizaram Couto, Budu, Oliveira, Mauro e Amândio Ramião e pelo Amora concretizaram França, Balela, Edson, Maside.

De registar que se tratou de um excelente espectáculo de futebol proporcionado por duas boas equipas, sendo de salientar na equipa alentejana dois jogadores que foram fundamentais na conquista deste feito inédito na história do clube: Amândio Ramião, que marcou o golo do empate e o penalti decisivo e João Correia, o jovem guarda-redes, de apenas 18 anos, pela grande exibição que fez e em especial por ter defendido o quinto penalti do Amora.   


Domingo, para o campeonato, o U. Santiago recebe o V. Gama e o Amora será anfitrião do Barreirense, dois jogos para serem acompanhados com especial interesse. 



A OPINIÃO DOS TREINADORES...




Share on Google Plus