CAMPEONATO DE PORTUGAL»» Rescaldo do Amora – Olímpico

Treinadores emitem opinião sobre o jogo…

LITOS FALA EM JUSTIÇA E DAVID MARTINS EM CONTRARIEDADES

Litos, treinador do Amora, realçou o trabalho dos seus jogadores que deram uma boa resposta ao resultado negativo da jornada anterior e considerou justa a vitória da sua equipa. 

Foi um bom jogo. Desperdiçámos algumas oportunidades, perante um adversário de qualidade, mas acima de tudo conseguimos limpar a imagem do jogo menos conseguido em Massamá. Os jogadores trabalharam imenso, foram mais agressivos, colocaram mais qualidade no jogo ofensivo e isso foi fundamental porque tivemos mais bola, mais qualidade no passe e criámos várias situações para marcar. Os jogadores tiveram um carácter enorme e um espírito muito grande, mereceram a vitória e estão de parabéns mas o caminho a percorrer é longo”, advertiu.

Em relação às oportunidades desperdiçadas “não digo que foi aselhice, porque não foi. Num ou outro lance foi o relvado que se apresenta muito irregular e não permite fazer a abordagem mais conveniente à bola, em alguns lances. Criámos de facto muitas oportunidades e foi pena não termos concretizado mais algumas. O resultado é escasso mas isto vai ser sempre a sufocar até ao fim porque não há jogos fáceis. De qualquer forma, volto a dizer que foi o resultado mais justo por aquilo que as equipas fizeram em campo”.


David Martins, treinador do Olímpico...

David Martins, treinador do Olímpico, por sua vez lamentou as adversidades que teve ao logo do jogo mas realçou a crença e a alma dos seus pupilos que lutaram de forma abnegada até ao fim pela obtenção de um resultado diferente. 

Tivemos várias contrariedades ao logo do jogo, nomeadamente o autogolo, o início da segunda parte em que sofremos um golo de bola parada em que não tivemos a capacidade de controlar a situação e, depois logo a seguir, o penalti e a expulsão. É evidente que isto nos retirou alguma capacidade de continuar a jogar de igual para igual com o Amora, mesmo assim a jogar muito tempo com 10 jogadores nunca perdemos o objectivo de chegar à baliza adversária. Tivemos bola, conseguimos chegar algumas vezes à zona de finalização mas não fomos eficazes. Ainda assim, mostrámos uma qualidade de jogo muito boa, tivemos muita crença e uma alma fantástica. Só posso estar orgulhoso do trabalho que fizemos”.

Sobre o seu regresso á Medideira, local onde se iniciou como treinador, David Martins referiu que “é sempre bom regressar aqui. As pessoas tratam-me bem, vi amigos de infância que me cumprimentaram antes do jogo, a minha família veio assistir ao jogo e eu sinto muito carinho e admiração pelas pessoas da Amora. Mas, como estava a defender as cores do Montijo, o meu objectivo era levar pontos daqui. Como não foi possível só tenho que dar os parabéns ao Amora”.

Share on Google Plus