CHARNECA DE CAPARICA»» A equipa que mais golos marcou na 1.ª jornada



Renato Fernandes, treinador da equipa…

“AINDA ESTAMOS MUITO LONGE DAQUILO QUE PODEMOS FAZER COMO EQUIPA”


O Charneca de Caparica foi a equipa que mais golos marcou na primeira jornada do Campeonato Distrital da 1.ª Divisão resultando daí uma vitória (4-2) no campo do adversário, neste caso concreto, no Campo do Juncal, sobre o Moitense.

Foi de facto uma boa entrada no campeonato de uma equipa que sofreu algumas alterações em relação à época anterior com uma ou outra saída e algumas entradas, como é normal no início de cada temporada.

Esta época a direcção do clube resolveu entregar o comando da equipa a Renato Fernandes, um treinador ainda jovem mas com muita vontade de vencer e é exactamente esse espírito que tem tentado incutir nos jogadores que estão a dar muito boa conta de si.

“Na Moita a equipa entrou muito bem. Creio que o resultado de 2-0 que se registava na primeira metade da primeira da parte se justificava plenamente. Depois, numa bola parada o adversário reduziu e fruto da sua superioridade anímica acabou por empatar (2-2), terminando assim a primeira parte”, começou por dizer o treinador do Charneca de Caparica quando o interrogámos sobre a forma como decorreu o jogo.


“Ao intervalo disse aos jogadores que, se colocassem em prática aquilo que sabiam, iriam com maior ou menor paciência, chegar outra vez ao golo e resolver o jogo para o nosso lado. Tivemos oportunidades antes, mas acabámos por fazer o terceiro golo já na parte final da partida, ainda tivemos tempo de fazer o quarto e até poderíamos ter feito mais um ou outro. Mas isso seria um exagero para aquilo que foi a competência do adversário que, conjuntamente com Charneca, proporcionou um bom espectáculo de futebol”, concluiu.

“Pensar jogo a jogo”

Começar a ganhar é sempre bom e ainda por cima fora de casa mas Renato Fernandes não quer embandeirar em arco, como se costuma dizer. “É evidente que as vitórias trazem sempre moral mas nós temos os pés bem assentes no chão porque este é apenas o primeiro jogo. Ainda temos muito trabalho pela frente e estamos ainda muito longe daquilo que podemos fazer como equipa que, embora jovem, tem qualidade. Queremos potenciar isso, mas temos a noção de que neste momento ainda não é possível, porque não temos tempo para isso. O Charneca pode melhorar muito mais com o trabalho de todos”, referiu.


“Em relação a objectivos, sou sincero. Há treinadores que estabelecem uma posição ou uma zona da tabela onde querem ficar, os jogadores e os presidentes também, mas eu penso apenas jogo a jogo. Esta semana preocupa-me Banheirense e vai ser sempre assim até ao fim do campeonato”, disse o técnico charnequense quando o tema da conversa foram os objectivos.

“Não quero que os jogadores trabalhem para uma posição específica porque às vezes isso cria motivação mas noutras pode funcionar em sentido inverso”, complementou Renato Fernandes que não esconde o desejo de melhorar a classificação obtida em 2107/2018.

“Superar o resultado da época anterior é um objectivo mas não vivemos obcecados por isso, não estamos dependentes disso, nem pensamos nisso a toda a hora. Temos uma equipa com qualidade mas nada se consegue sem trabalho. É isso que prometemos, trabalho”, deixou bem vincado.
Share on Google Plus