DESPORTIVO FABRIL»» Jorge Prazeres e os objectivos para 2018/2019

Treinador diz que o plantel tem potencial para chegar onde quer, mas…

“SOMOS UM ALVO A ABATER O GRUPO TEM QUE ESTAR PREPARADO PARA ISSO” 

O Campeonato Distrital da 1.ª Divisão começa já no próximo fim-de-semana mas o Fabril só entra em competição no dia 28 porque o seu adversário na 1ª. jornada, o U. Santiago, se encontra a disputar a Taça de Portugal.


O Grupo Desportivo Fabril é apontado como um dos principais candidatos ao título distrital. A qualidade do seu plantel é inequívoca e a sua participação na Taça é exemplo disso mesmo. Inserido na Série A, que era composta apenas por equipas da 1.ª Divisão, a equipa fabril não deixou os seus créditos por mãos alheias e ganhou todos os jogos que disputou mas o treinador Jorge Prazeres já lançou um aviso à navegação.

Já sentimos que contra o Fabril todos os adversários dão tudo o que têm, o grupo tem que estar preparado para isso. Todas as equipas que jogaram connosco na taça fizeram-no uma intensidade e uma atitude excepcional e, depois, nos jogos consequentes (que nós observámos) não tiveram a mesma dinâmica. Isto quer dizer que o Fabril é um alvo a abater e o grupo tem que estar preparado para este tipo de valorização que os adversários nos estão a dar. Temos no mínimo que ter a mesma dinâmica e atitude que eles impõem para depois com a qualidade individual, e a breve trecho colectiva, nos superiorizarmos e atingir aquilo que é o nosso objectivo”, referiu o técnico que considera ter sido interessante o trajecto da equipa na fase de grupos da Taça AF Setúbal.


Serviu essencialmente de incubadora. Deu para perceber a qualidade humana que tenho, para ter algum conhecimento das equipas que vamos encontrar e ter uma primeira impressão das características dos adversários, dos jogos e dos colegas. Ter vencido todos os jogos foi bom. É uma dinâmica que teremos forçosamente de criar no grupo, que é completamente novo. Temos 97% de jogadores novos e as dinâmicas de grupo, de jogo e pessoais ainda não estão consolidadas. As vitórias ajudam sempre neste tipo de trajecto. Agora, vamos ver quem nos calha no sorteio”.

Três jogos no espaço de uma semana

Concluída a fase de grupos da taça, as atenções estão agora concentradas no campeonato que para o Fabril começa apenas no dia 28 de Outubro, pelo facto do seu adversário da 1.ª jornada (U. Santiago) estar ainda inserido na Taça de Portugal. 

Infelizmente não vamos começar já o campeonato e isso pode causar alguns constrangimentos porque fazer três jogos numa semana é muito complicado, até as equipas profissionais se queixam, quanto mais uma equipa amadora. Vamos ver como as coisas correm, iremos pensar jogo a jogo. Acredito que o grupo tem capacidade e potencial para chegar onde queremos mas ainda estamos muito longe do potencial máximo que poderemos vir a ter. Temos um objectivo bem definido e a expectativa da direcção e dos jogadores, em função do grupo que foi constituído, é grande. Somos favoritos em termos teóricos é um facto mas daí a efectivarmos isso no terreno vai uma diferença muito grande”, deixou bem vincado Jorge Prazeres, o comandante das tropas que estão desejosas do início das batalhas.

Share on Google Plus