JUNIORES»» Benfica 6 Belenenses 4

Edgar Pacheco (Belenenses) foi uma das figuras do jogo…

FOI SEM DÚVIDA ALGUMA UM JOGO ESPECTACULAR

Benfica e Belenenses proporcionaram um excelente espectáculo de futebol que resultou numa autêntica chuva de golos num jogo disputado debaixo de forte ventania.

As equipas foram dignas uma da outra e o desfecho final só foi possível devido à forma empenhada como se entregaram ao jogo, praticando um futebol puramente ofensivo.


O Benfica entrou bem no jogo e ganhou dois pontapés de canto nos dois primeiros minutos de jogo mas quem se adiantou no marcador (13’) foi o Belenenses por Edgar Pacheco, que coroou a sua excelente exibição com um hat-trick.

As águias não acusaram o golo, continuaram a jogar o seu futebol ofensivo e aos 25 minutos estabeleceram o empate por Ricardo Matos que se antecipou a um adversário, após cruzamento de Sandro Cruz. Com o jogo perfeitamente controlado o Benfica deu a volta ao marcador num penalti cobrado por Alexandre Penetra (36’) e três minutos depois aumentou a vantagem por Sandro Cruz mas mesmo ao cair do pano para o intervalo a equipa de Belém reduziu para 3-2, por Edgar Pacheco, num livre indirecto, a punir um atraso para o guarda-redes, Carlos Santos.

A 2.ª parte começou com o Belenenses a fazer o terceiro golo e depois o festival de golos continuou com o Benfica a passar de novo para a frente do marcador (4-3), o Belenenses a igualar (4-4) e por fim as águias a darem o golpe final, marcando por mais duas vezes.


A opinião dos treinadores... 

Renato Paiva (Benfica): “Foram duas equipas que quiseram jogar com o Belenenses com algumas cautelas mas nós com uma capacidade e uma qualidade na criação e ocupação de espaços fantástica. O nosso jogo posicional e as nossas dinâmicas foram extraordinárias. Conseguimos fazer seis golos e nenhum em transição”.

João Santos (Belenenses): ”O jogo teve muita competitividade e foi muito equilibrado. Fico satisfeito pelo que fizemos ao longo do jogo e considero o momento chave do jogo quando surgiu o 4-4 porque depois disso tivemos duas situações claras de golo, que não concretizámos. O resultado ficou assim mas se tivesse sido um empate ou até mesmo a nossa vitória, também se aceitava”.

Share on Google Plus