MOITENSE»» Treinador Hugo Ferreira e o jogo na Charneca

Quem ganhar fica a depender apenas de si próprio…

VAI SER UM JOGO DIFÍCIL NUM CAMPO COMPLICADO”

O Moitense, que vinha de um resultado positivo obtido na jornada anterior em Santiago do Cacém, onde empatou a duas bolas, não foi feliz no jogo de estreia em casa com o Sesimbra, relativo à 3.ª Jornada da Taça AF Setúbal.

Dois golos sofridos no decorrer da segunda parte, no espaço de dois minutos (75’  e 77’) ditaram a derrota por 2-0, que deixaram a equipa da Moita no quarto lugar da tabela classificativa, com apenas um ponto conquistado nos dois jogos realizados.

O Moitense volta a jogar no próximo domingo deslocando-se à Charneca de Caparica onde defronta a equipa local, no campo do Cassapo, num jogo que será de extrema importância para as duas equipas na luta pelo apuramento para a fase seguinte da competição.


O treinador da equipa da Moita, Hugo Ferreira, é da opinião que “vai ser um jogo difícil num campo complicado, perante uma equipa que se faz valer muito dos jogos em casa para atingir os seus objectivos. Sabendo que vai ser um jogo praticamente decisivo para as duas equipas, há que ir lá e tentar fazer o nosso melhor, sempre com o pensamento na vitória”.

Hugo Ferreira considera que a derrota sofrida em casa na última jornada complicou um pouco as contas. “Tendo em conta a qualidade das equipas que fazem parte do grupo e o facto de o Fabril ter disparado na classificação, sabemos que ficámos com uma tarefa difícil mas continuamos a acreditar que é possível o apuramento. A vitória neste jogo permite-nos ir para a última jornada a não depender de outros e isso é muito importante”, frisou.

Temos uma equipa completamente nova porque ficaram apenas sete jogadores da época passada. Por isso, estes jogos da taça servem essencialmente para lhes dar minutos, criar rotinas e ficarmos com um melhor conhecimento dos jogadores. É um risco que corremos tanto na taça como no campeonato mas temos a esperança que os objectivos serão alcançados”, realçou o treinador do Moitense. 

Share on Google Plus