TAÇA DE PORTUGAL»» Amora 3 Belenenses 4 (após prolongamento)

Golo sofrido na compensação leva jogo para prolongamento…

AMORA ESTEVE A UM PEQUENO PASSO DA GLÓRIA 

Jaime Mercês e Joel Almeida, que vestiram a camisola dos dois clubes, foram merecidamente homenageados numa cerimónia que contou com a presença de Joaquim Santos e Manuel Araújo, presidentes da Câmara Municipal do Seixal e Junta de Freguesia de Amora


O Belenenses venceu o Amora por 4-3, em jogo da terceira eliminatória da Taça de Portugal, que foi decidido no prolongamento e em que os azuis estiveram em desvantagem por duas vezes.

O Amora, da série D do Campeonato de Portugal, colocou-se em vantagem logo aos 14 minutos, por Duque, e ampliou aos 24, por Fidalgo.

Na segunda parte, o Belenenses, da Liga NOS, chegou ao empate com golos de Eduardo (69’) e Dramé (72’), mas o Amora recolocou-se em vantagem por Diogo Tavares (83’). Já para lá dos 90 minutos, Licá fez o 3-3 com que terminou o tempo regulamentar e levou o jogo para prolongamento, quando Keita (103’) assegurou a presença dos azuis na quarta ronda.

Perante a apatia do Belenenses, o Amora chegou ao 2-0, com os golos de Duque e Fidalgo, em ambos os casos na sequência de lances de bola parada.

O Belenenses surgiu melhor na segunda parte, conquistando uma grande penalidade, mas Keita, na conversão, permitiu a defesa do guarda-redes Marreiros.

Aos 69 minutos, nova oportunidade para o Belenenses, com nova grande penalidade, a castigar uma falta de Geraldo, que Eduardo converteu.

Três minutos depois, Dramé, que tinha sido aposta de Silas, empatou a partida, um resultado que durou pouco, uma vez que os anfitriões voltaram à vantagem, agora por Diogo Tavares, também na marcação de um castigo máximo.

Já se fazia a festa na Amora, mas Licá voltou a dar vida ao Belenenses já no tempo de compensação. Desmarcado por Matija, o avançado não perdoou e fez o empate 3-3, levando o jogo para prolongamento.

No tempo extra, já com muitos jogadores a evidenciarem dificuldades físicas, o jogo ficou partido e o Belenenses acabou por superiorizar-se à passagem do minuto 103, num lance de contra-ataque em que o guineense Keita finalizou após cruzamento de Diogo Viana.



FICHA DO JOGO
ÁRBITRO: Luís Godinho (Évora)
Estádio da Medideira, na Amora

Adicionar legenda

AMORA: Marreiros; Adérito, Duque, Bertrande, Bruno Langa; Edson, Geraldo (Édi, 87’), Gildo; Fidalgo (Edgar Marcelino, 92’), Joca (Hugo Rosa, 106’) e Eva Nga (Diogo Tavares, 76’).
Suplentes não utilizados: Patrick, João Medeiros e Jake.
Treinador: Litos.

BELENENSES: Mica; Sasso, Sagna (Diogo Viana, 33’), Zakarya, Nuno Tomás (Keita, 46’); Gonçalo Silva, Eduardo (Lucca, 95’), Matija; André Santos, Licá e Kikas (Dramé, 59’).

Suplentes não utilizados: Muriel, Fredy e Cleyton.

Treinador: Silas.

Ao intervalo: 2-0.

No final do tempo regulamentar: 3-3.

No final da primeira parte do prolongamento: 3-4.

Marcadores: 1-0, Duque (14’); 2-0, Fidalgo(24’); 2-1, Eduardo (69’) gp; 2-2, Dramé (72’); 3-2, Diogo Tavares (83’) gp; 3-3, Licá (90+1’); 3-4, Keita (103’).

Acção disciplinar: cartão amarelo para Nuno Tomás (18’), Joca (63’), Dramé (72’), Geraldo (74’), Zakarya (81’), Lucca (100’), Sasso (105’), Bertrand (105’ e 120+6’), Marcelino (116’) e Matija (116’). Cartão vermelho por acumulação de amarelos para Bertrand (120’+6’).


Lusa
Share on Google Plus