U. SANTIAGO»» Não vai à Madeira para fazer turismo

Alentejanos também têm alguns argumentos…

CONTRARIAR FAVORITISMO DOS MADEIRENSES É O OBJECTIVO

O U. Santiago, que nos últimos dias passou por momentos conturbados que originaram a saída de alguns jogadores em virtude da falta de cumprimento das obrigações por parte da empresa com quem havia estabelecido uma parceria, desloca-se à Madeira para defrontar o União, no Centro Desportivo da Ribeira Brava.

Depois de ter sido afastado na primeira eliminatória pelo Vasco da Gama da Vidigueira, a equipa de Santiago do Cacém foi repescada para a segunda eliminatória onde venceu o GRAP, em Pousos (Leiria), seguindo assim em frente para 3.ª eliminatória que se disputa este fim-de-semana.


Muita gente pode pensar que esta é a primeira vez que as duas equipas se defrontam mas isso não corresponde à verdade porque de facto isso já aconteceu várias vezes para o extinto campeonato nacional da 2.ª divisão e uma vez precisamente para a Taça de Portugal. Foi em 1987/88, no Municipal Miróbriga, num jogo que terminou com a vitória do U. Santiago, por 1-0.

Nesta partida a equipa madeirense é apontada como favorita porque joga em casa e é de um escalão superior mas é evidente que o U. Santiago também tem os seus argumentos para discutir o resultado.

O árbitro desta partida é Duarte Oliveira, de Braga.

Share on Google Plus