GRANDOLENSE»» Início de campeonato surpreendente

Muitas  vezes mais vale quem quer do que quem pode...

A EQUIPA TEM DEMONSTRADO GRANDE ATITUDE TEM SIDO ESSA A CHAVE DO ÊXITO

O Grandolense está a causar grande sensação neste início de campeonato com três vitórias nos três jogos realizados, todos eles contra adversários de respeito, Oriental Dragon, Desportivo Fabril e Vasco da Gama de Sines. E, por essa razão é, juntamente com o Cova da Piedade B, um dos comandantes da prova.

António Gomes, o presidente e treinador, confessou ao nosso jornal que está um pouco surpreendido. “Temos poucos jogadores e contra o V. Gama só fizemos uma substituição mas a equipa tem estado muito bem.  Neste jogo perdemos um jogador mas para a semana já regressam dois, que estavam castigados. Vamos ter que compor a equipa e a coisa não está fácil. Mas o certo é que temos nove pontos. Muitas vezes mais vale quem quer do que quem pode. A equipa tem demonstrado grande atitude, tem sido essa a chave do êxito”, referiu a propósito.  


Em relação ao jogo, António Gomes disse que foi uma vitória difícil. “Não entrámos bem no jogo, é uma realidade. O  Vasco da Gama na primeira parte foi superior. Houve duas grandes penalidades, uma concretizada e outra que o nosso guarda-redes defendeu, falharam mais uma ou outra situação do golo. Não estivemos bem e quando assim é, temos que aceitar o que se passou”.

“Na segunda parte entrámos bem, com outra atitude, concentrados e conseguimos logo virar o resultado, marcando aos seis minutos. A partir daí, fomos uma equipa que quis ganhar. O Vasco da Gama procurou o empate, subiu mais, nós íamos a pouco e pouco fazendo transições rápidas e podíamos ter matado o jogo uma vez ou duas mas não conseguimos. Depois, ficámos reduzidos a 10 e tornou-se um pouco mais difícil mas conseguimos defender bem e quando não se cometem erros como cometemos na primeira parte a equipa torna-se superior".

"Na parte final o Vasco da Gama conseguiu criar chuveirinho para cima da nossa baliza mas sem grande perigo e nós conseguimos aguentar. O árbitro perdeu um pouco a cabeça, mostrou muitos cartões amarelos, deu sete minutos, depois mais quatro e o jogo nunca mais acabava. Havia uma grande pressão mas o que é certo é que ganhámos. Pelo que fizemos na segunda parte, estamos satisfeitos com a vitória. Esta é já a terceira consecutiva, estamos na frente, vamos ver até onde podemos chegar”.


Share on Google Plus