ORIENTAL DRAGON»» Novo treinador fala em projecto de ambição


Para poder alcançar o objectivo…

RODRIGUES DIAS QUER COLOCAR EM PRÁTICA O SEU CUNHO PESSOAL E IMPLEMENTAR AS SUAS IDEIAS

O Oriental Dragon, insatisfeito com o trabalho realizado por Manuel Correia, entregou o comando da sua equipa de futebol a Rodrigues Dias, treinador de 60 anos, com larga experiência em competições de âmbito nacional.

Depois de um ano de paragem por opção própria Rodrigues Dias está de novo no activo para abraçar um projecto deveras ambicioso que pretende levar o clube a competir noutras divisões.

A tarefa não se apresenta fácil porque há outras equipas com as mesmas pretensões mas Rodrigues Dias acredita que é possível atingir o objectivo, se todos trabalharem nesse sentido. Qualidade é coisa que não falta por isso o que importa é colocar a máquina a funcionar.


Ambições não passam por esta divisão

“Espero poder colocar em prática o meu cunho pessoal e implementar as minhas ideias para que tudo possa correr da forma desejada. Sei que tenho jogadores experientes que não têm dificuldade em assimilar aquilo que pretendo”, começou por dizer Rodrigues Dias quando o interrogámos sobre aquilo que espera vir a fazer no seu novo clube.

“O Oriental Dragon tem ambições que não passam por esta divisão, mas para chegar onde se quer há que trabalhar, juntar as peças e dar a moral necessária aos jogadores para que eles desempenhem bem o seu trabalho, com vista à obtenção de resultados positivos. Os jogadores estão um pouco em baixo por isso vamos ter que melhorar o moral da equipa. E, porque esta divisão é muito complicada, temos que colocar muita coisa em jogo, não só a qualidade mas também a agressividade necessária para combater o adversário de igual para igual”, acrescentou o novo treinador do Oriental Dragon que havia feito uma pequena paragem na sua carreira de treinador para descansar um pouco.  

“Fiz uma pausa para estar na minha zona de conforto mas queria aliar o regresso a um projecto de ambição, como é este, um projecto de subida. Penso que o Oriental dragão tem condições para o conseguir. Não sei se seremos capazes mas que vamos lutar para que isso aconteça, é um facto. Há um lote de quatro ou cinco equipas que estão bem posicionadas para assumir também essa candidatura e nós queremos estar junto a eles para a decisão final que espero venha a positiva para nós”, fez questão de salientar.


Sentir a adrenalina do jogo

“Trabalho vai ser a palavra de ordem. Em termos de organização de equipa e em termos daquilo que nós pretendemos que os jogadores possam fazer. A ideia passa por melhorar jogo a jogo e conquistar pontos jornada após jornada. Só assim conseguiremos lá chegar”, alertou Rodrigues Dias que está bastante satisfeito por regressar à actividade.

 “Esta é a minha praia. São 30 anos de treinador. Já estava a sentir falta disto. Resolvi parar por uns tempos, para descansar, mas é com muito agrado que regresso e com objectivos bem definidos porque gosto de sentir a adrenalina do jogo e obter conquistas”, deixou bem vincado.

Share on Google Plus