PEDRAS»» Faleceu ontem no Hospital - JORNAL DE DESPORTO

Última hora...

13 de julho de 2017

PEDRAS»» Faleceu ontem no Hospital

Jogou no V. Guimarães, Benfica, V. Setúbal, Seixal... 

VELHA GLÓRIA DO FUTEBOL NACIONAL PARTIU EM MENOS DE DOIS MESES

Morava num primeiro andar, mesmo em frente à minha casa e encontrávamo-nos frequentemente na rua, onde conversávamos naturalmente sobre futebol.

Ainda não há muito tempo (cerca de dois meses) estive com ele. Mas, passado pouco tempo, disseram-me que estava muito mal no hospital.

Há cerca de 15 dias encontrei a sua esposa e perguntei-lhe como estava o seu estado de saúde, ela colocou-me a par da situação e ontem recebi a triste notícia.

Quem olhava para ele, nunca diria que se ia embora de forma tão rápida porque aparentava estar bem de saúde, mas a vida é assim mesmo. Há doenças que quando vêm são fatais e esta foi uma delas…

O corpo de Pedras será velado hoje a partir das 18 horas na capela murtuária de Amora e o funeral realiza-se amanhã pelas 10 horas. 


Breve resumo do seu percurso como jogador

José Maria Freitas Pereira, nasceu no dia 29 de Outubro de 1941, em Guimarães , cidade que o viu nascer para o futebol. Foi aí que começou a dar nas vistas e fê-lo de tal maneira nos juniores do clube minhoto, que o levou a ser convocado para a selecção nacional da respectiva categoria que em 1960 disputou o "Torneio Internacional de Juniores da UEFA" (actual Campeonato da Europa de sub-19) na Áustria. Portugal alcançou um brilhante terceiro lugar e no jogo para a atribuição dos 3.º e 4.º lugares, vitória por 2 - 1 sobre os anfitriões, com Pedras a marcar os dois golos da equipa lusa.

Ponta-de-lança mas podendo também actuar no meio campo, chegou a ser apelidado de " Eusébio branco ".

Na época de 1962 / 63 ingressou no Benfica. Para conseguir a sua contratação (bem como a de Augusto Silva), o Benfica, além de uma enorme quantia em dinheiro ainda cedeu ao Guimarães vários jogadores, entre os quais Manuel Pinto, o conhecido "pé canhão" Mendes e Peres, o "Puskas do Candal".

Quando o Benfica contratou Iaúca ao Belenenses (1963 / 64), Pedras esteve para ser utilizado como elemento de troca, o que não veio a acontecer. Nessa altura fez a seguinte declaração: "Prefiro jogar toda a vida na reserva do Benfica do que mudar para a equipa principal de qualquer outro clube".

Aquando do seu regresso ao Benfica, época de 1965 / 66, Bela Guttmann afirmou que se Pedras quisesse poderia ser o melhor avançado-centro do futebol português.



Englobado na transferência de Jaime Graça para o Benfica, mudou-se para o Vitória de Setúbal na época de 1966 / 67 e, nessa mesma época, conquistou a Taça de Portugal. Na temporada seguinte, os sadinos alcançaram novamente a final mas foram derrotados pelo Porto por 2 - 1 e Pedras foi o autor do tento setubalense.

Posteriormente, representaria o Sporting (vencendo um Campeonato Nacional e uma Taça de Portugal), o Atlético, Sintrense, Seixal e depois como treinador, outras equipas do concelho.

No Benfica, Pedras conquistou 3 campeonatos nacionais, uma Taça de Portugal e uma Taça de Honra.

Foi internacional três vezes, todas elas na qualidade de jogador do V. Setúbal.


Pedras tinha 75 anos e estava reformado da Câmara Municipal do Seixal

Mais pormenores sobre a carreira futebolística de Pedras... aqui  

Post Bottom Ad

Responsive Ads Here