1.ª DIVISÃO AF SETÚBAL»» Amora 2 Com. Indústria 1

Setubalenses estiveram a ganhar até aos 87 minutos…

FRANÇA FOI O GRANDE RESPONSÁVEL PELA CAMBALHOTA  NO MARCADOR

O Amora derrotou o Comércio e Indústria por 2-1em jogo relativo à 10.ª jornada do Campeonato Distrital da 1.ª Divisão realizado no Estádio da Medideira mas a vitória não foi nada fácil de conseguir devido à forma como o adversário actuou.

Pode mesmo dizer-se que foi uma vitória arrancada a arrancada a ferros porque foi conseguida apenas nos instantes finais quando o cronómetro assinalava já cinco minutos para além dos noventa.

A equipa sadina, que marcou o seu golo aos 67 minutos num contra-ataque muito bem finalizado por Gonçalo Serrano, esteve em vantagem até muito perto do fim mas os amorenses, que nunca desistiram de lutar pelo melhor resultado possível, acabaram por dar a volta ao marcador com dois golos de França, ambos em situações de bola parada. O primeiro aos 87’ numa grande penalidade cometida por Samuel e o segundo num canto directo onde a acção de Alex Mártires foi fundamental porque iludiu os seus adversários que viram a bola entrar junto ao segundo poste, sem que ninguém lhe tocasse.   

A 1.ª parte decorreu de forma bastante equilibrada e com um número bastante escasso de oportunidades, duas para cada lado. Aos 27 e aos 34’ para a equipa sadina por Letras na cobrança de um livre e por Gonçalo que obrigou o guarda-redes adversário a afastar para canto e aos 37 e 41’ para o Amora num livre de Pedro Pereira que Diogo Costa defendeu e Alex Mártires desperdiçou na recarga e num cruzamento largo de Lacão que o guardião setubalense desviou quando Bruninho se preparava para cabecear.

Na 2.ª parte o Amora entrou melhor mas quem se adiantou no marcador foi a equipa sadina que tentou depois segurar a vantagem. A equipa da casa mostrando algum inconformismo ia exercendo alguma pressão e acabou por proporcionar a cambalhota no marcador.  

De registar que aos 90+3’, quando o marcador já estava igualado, foi anulado um golo a Bruninho num lance em que parece não ter havido qualquer infracção.

Na parte final do encontro após alguma confusão junto ao banco do Comércio e Indústria o árbitro da partida ordenou a expulsão de Sousa que havia sido substituído.


Na próxima jornada o Amora desloca-se a Alcochete e o Comércio e Indústria viaja até à Costa de Caparica para defrontar os Pescadores.


A OPINIÃO DOS TREINADORES

JOSÉ CARVALHO, treinador do Amora:










GONÇALO PAULINO, treinador do Com. Indústria:













Share on Google Plus