DESPORTIVO FABRIL»» Jogadores emitem opinião sobre os últimos acontecimentos

Equipa técnica também saiu…

“PODES TER O MELHOR PLANTEL, MAS QUANDO O MAIOR ADVERSÁRIO É O TEU PRESIDENTE, DIFICILMENTE ATINGES OBJECTIVOS“

“Tínhamos dos melhores plantéis, senão o melhor do campeonato distrital; tínhamos como objectivo a subida de divisão, era claro para todo o público.
Mas para se atingir uma subida de divisão não basta ter um bom plantel, é necessário toda uma estrutura na retaguarda, uma estrutura que esteja ao lado dos jogadores, que transmita confiança e que seja o suporte de todo o grupo. No Grupo Desportivo Fabril isso não acontece, devido ao comportamento do seu responsável máximo que de forma gratuita e sem qualquer justificação procurou destabilizar o grupo desde o início da época.
Tudo começou após o primeiro jogo oficial para a Taça da AFS, onde um dos nossos colegas Carlos Andrade, “Calu” se lesionou com gravidade. Após algumas semanas de recuperação, o Presidente do Grupo Desportivo Fabril começou a ameaçar o atleta de que, caso não recuperasse rapidamente seria dispensado pois segundo ele o atleta estaria a fingir. Nem um relatório médico de um especialista de renome nacional foi suficiente para o demover dessa intenção. O único motivo pelo qual a dispensa não aconteceu foi pelo grupo forte e unido que sempre tivemos. Todos defenderam o Calu informando que se “um saísse desta forma todos sairiam”.

Galvão, Heta, Mauro, Celso, Carlos André, Gamito, Diogo Silva e Miguel Pimenta, assim como a equipa técnica, também saíram por solidariedade para com os seus companheiros…

Este comportamento voltou a verificar-se com atletas como o Diogo Silva e o Peter, que ao passarem por processos de reabilitação foram constantemente ameaçados com a dispensa. Mais uma vez a união do grupo, onde incluímos a equipa técnica e alguns directores, impediu que tal acontecesse.
Depois veio a situação dos jogadores convocados para a Selecção de Setúbal, onde eu também estava inserido, e onde o responsável máximo proibiu-nos de representar o nosso distrito, utilizando uma frase conhecida: “Eu quero, posso e mando“. 



A situação que despoletou este cenário final ocorreu na passada 2.ª feira, quando o responsável máximo vai ao balneário e confronta os jogadores dizendo não acreditar na subida e que a partir daquele dia iria retirar 100€ nos subsídios de cada um e que quem quisesse ficar, ficava, e quem não quisesse, podia ir embora; os jogadores reuniram e a uma só voz comunicaram que não são atitudes corretas e que todos iriam sair; o responsável máximo quando confrontado com a situação, ficou surpreendido e avançou para a segunda hipótese que foi dispensar jogadores, mas nem isso foi capaz de comunicar a cada um, pois os jogadores foram dispensados via telefone por um director, repito, dispensados e proibidos de entrar nas instalações.
Jogadores com vários anos de casa, como o Nuno Espanta com 13 anos de casa, mais de 700 jogos realizados e foi este o agradecimento que teve; entre tantos outros casos.
Ontem, os jogadores dispensados após terem sido chamados de burgueses, fomos ao Fabril para ir buscar o nosso material e a carta de desvinculação e ficamos orgulhosos quando mais 8 elementos do plantel, juntamente com a equipa técnica pedem a sua desvinculação, o que é suficiente para tirar ilações.
Este comportamento só demonstra união que era patente em todo o grupo e não apenas “um grupo de jogadores” como o Sr. Faustino apelidou.
São pessoas como este responsável máximo, que estragam o que de bonito o futebol tem; pessoas sem carácter, que não respeitam os jogadores nem ninguém, um autêntico ditador.
Sentimos que o nosso bom nome e reputação foi posto em causa e queremos apenas repor a verdade dos factos.  Quando num grupo de 26 jogadores, equipa técnica e médica, 20 decidem sair, pensamos que está tudo esclarecido.
O Grupo Desportivo Fabril é uma instituição que merece e mereceu toda a nossa dedicação e respeito, que vai muito além da pessoa que a lidera neste momento.

São estas pessoas que estragam o futebol” !!!

Share on Google Plus