CAMPEONATO DE PORTUGAL»» Pinhalnovense recebe Amora no Campo Santos Jorge



Treinadores falam sobre o jogo...

PINHALNOVENSE E AMORA VOLTAM A DEFRONTAR-SE 14 ANOS DEPOIS


Depois da paragem de uma semana para a realização da primeira eliminatória da Taça de Portugal está de volta o campeonato das oportunidades; ou melhor, o Campeonato de Portugal, e logo com um confronto entre duas equipas na nossa região.
 
Com os jogos a realizarem-se já às 15 horas, o Campo Santos Jorge vai ser palco do Pinhalnovense – Amora, jogo que está a gerar alguma expectativa porque estas duas equipas já não se encontram em competições oficiais desde a época de 2004 / 2005 quando ambas disputavam o Campeonato Nacional da II Divisão B, Zona Sul.

A equipa de Pinhal Novo, actualmente em 6.º lugar, a jogar em casa num piso que lhe é mais familiar vai certamente querer tirar partido disso. Mas, do outro lado está, nada mais nada menos que o líder da série que não quer perder a sua posição.

Tendo em conta o que fizeram até agora prevê-se que venha a ser um jogo muito disputado e de resultado incerto. Foi esta a convicção com que ficámos depois das declarações prestadas pelos treinadores sobre o jogo.

 

Treinadores revelam ambição

Ricardo Cravo, treinador do Pinhalnovense, é da opinião que vai defrontar um adversário difícil mas independentemente disso diz que a sua equipa tudo vai fazer para vencer.
Vamos jogar contra uma excelente equipa que está no primeiro lugar. O Amora está bem estruturado, é uma equipa que sabe o que quer e que assumiu publicamente a sua candidatura à subida de divisão. De qualquer forma, nós, a jogar em casa, iremos fazer tudo para ganhar o jogo que vai ser extremamente difícil para ambas a equipas. Mas, é como digo, vamos fazer tudo para ganhar o jogo”.


A ideia é de resto partilhada pelo treinador do Amora, Litos, que também não está à espera de facilidades.

Vai ser um jogo difícil porque vamos jogar num sintético contra uma equipa que já tem alguma experiência nesta divisão”, e deixa um aviso à navegação.

Nós viemos de uma divisão abaixo, de onde subimos com todo o mérito, mas os nossos adeptos têm que entender que não vamos ganhar sempre. Há equipas muito fortes nesta série, por isso temos que dar algum carinho aos jogadores”, realçando o esforço desenvolvido por Gildo e Geraldo que fizeram uma longa viagem desde Moçambique onde estiveram ao serviço da selecção daquele país.

Vamos ter que dosear bem o esforço para que se apresentem em boas condições físicas no Pinhal Novo, onde vamos jogar com o pensamento na vitória”.

O encontro vai ser apitado por Tiago Antunes (Lisboa)

Share on Google Plus