MOITENSE»» Camadas jovens estão de regresso

Treinador convida jovens a comparecer no campo do Juncal…


RICARDO PARDAL VAI TREINAR A EQUIPA DE JUNIORES


Com a implementação do sintético no Juncal novas perspectivas se abriram no União Futebol Clube Moitense e a prova disso é o regresso à competição da equipa de juniores que vai ser treinada por Ricardo Pardal, numa experiência inédita dado que até agora apenas havia treinado equipas seniores tanto no Inatel [Azul e Ouro] como nos Distritais de Setúbal [U. Banheirense e Sesimbra].  

O trabalho já começou com treinos de captação mas no plantel ainda existem muitas vagas que deverão ser preenchidas em breve quando terminarem as competições oficiais porque muitos dos jovens candidatos ainda estão em actividade. Neste sentido, o clube convida todos os interessados a comparecer no Juncal Desportos às quartas e sextas-feiras, às 19h30m, para prestarem provas.

Em entrevista ao nosso jornal, Ricardo Pardal que está a concluir o II Nível do Curso de Treinadores disse que ficou muito honrado com o convite e que para si o principal são os projectos e acima de tudo as pessoas que fazem parte deles.






“Fiquei lisonjeado e muito satisfeito pela forma como me abordaram”


Depois de algum tempo parado, está de regresso ao futebol para assumir o comando técnico da equipa de juniores do Moitense. Como surgiu está hipótese?
Esta hipótese surgiu após um convite endereçado pelo vice-presidente Nuno Cavaco, que após uma reunião com a sua equipa de trabalho chegaram à conclusão que eu seria a pessoa ideal para este projecto e que muito sinceramente me deixou lisonjeado e satisfeito pela forma como me abordaram e pela forma como fizeram questão de contar com os meus préstimos.




“Só um projecto como este podia fazer que voltasse a treinar”


Muita gente poderá pensar que está a dar um passo atrás na sua carreira de treinador porque deixou os seniores para treinar juniores, mas se calhar não é bem assim...
Honestamente, o que os outros pensam, comentam, opinam ou desejam não alteram em nada a minha maneira de estar, a minha maneira de ser e trabalhar. Eu vivo de projectos, sejam eles na formação ou no futebol sénior, em que divisão for, o facto de até à data ter somente trabalhado com equipas seniores, não me retira a humildade. Para mim, o principal são os projectos e acima de tudo as pessoas que fazem parte do mesmo, e felizmente neste projecto estão pessoas em quem eu confio, tanto o Nuno Cavaco, como o presidente João Soeiro como o meu amigo Arsénio que é o Coordenador do Futebol. Foram eles que fizeram com que eu regressasse a uma casa onde fui atleta, desta feita como treinador, pelo aspecto relacional. A última experiência que tive foi de tal forma péssima a esse nível, que só um projecto com esta nuance da relação muito forte fizeram com que eu voltasse a treinar, pois neste momento estou a terminar o Nível II ao qual me tenho dedicado exclusivamente.




“Construir um plantel a partir do zero não é fácil mas são estes desafios que nos dão mais prazer e vontade de trabalhar”


O seu trabalho no Moitense segundo consta vai começar imediatamente. Já tem definido o seu plano de trabalho?
O meu trabalho começou há duas semanas com treinos de captações realizados as quartas e sextas-feiras às 19h30m no sintético do Juncal. Felizmente tem aparecido muita gente, mas a verdade é que com os campeonatos ainda a decorrer ainda não apareceu a qualidade que procuramos, embora já tenhamos garantido 12/13 elementos que achamos que têm as características futebolísticas e humanas que pretendemos, defendemos e exigimos. Teremos dois torneios de final de época para fazer, mais umas observações e esperar que apareçam mais miúdos com qualidade, mas é evidente que estamos conscientes das dificuldades de construir um plantel júnior a partir do zero, mas também são estes desafios que nos dão mais prazer e vontade de trabalhar.


“Tudo faremos para construir um grupo forte”




Nesta altura quer dizer algo mais sobre o seu regresso à actividade?
Agradecer ao UFC Moitense nas pessoas do presidente João Soeiro, do vice-presidente Nuno Cavaco e do coordenador Arsénio Franco pelo convite, pela confiança, e pelas excelentes condições de trabalho que dia após dia nos tentam dar, desde o primeiro dia em que aceitei este desafio. Juntos tudo faremos para construir um grupo forte, unido e de qualidade que prestigie o clube e a vila da Moita. Por último, convidar todos os miúdos nascidos em 1998/99 que queiram vir mostrar o seu valor, são bem-vindos a esta família. E, como não podia deixar de ser, agradecer ao amigo Pina e ao Jornal de Desporto o excelente trabalho em prol do desporto do distrito e no meu caso pessoal, toda a divulgação feita ao meu trabalho por onde tenho passado, os meus agradecimentos.



Share on Google Plus