CHARNECA DE CAPARICA»» Clube comete proeza histórica - JORNAL DE DESPORTO

Última hora...

terça-feira, 8 de julho de 2014

CHARNECA DE CAPARICA»» Clube comete proeza histórica

José Manuel Santos, em entrevista:

“Os cinco títulos e as quatro subidas de divisão superaram todas as expectativas”

O Charneca de Caparica terá cometido uma proeza que certamente ficará marcada na história do futebol setubalense porque provavelmente nunca antes qualquer clube havia conseguido subir de divisão em quatro escalões diferentes [seniores, juniores, juvenis e iniciados], na mesma época.


O feito conseguido foi deveras notável e terá mesmo superado todas as expectativas tal como refere o presidente da direcção, José Manuel Santos, em entrevista ao nosso jornal.


Depois da implementação do sintético e com as melhorias efectuadas nas suas instalações já seria de esperar o crescimento mas nunca da forma como se veio a verificar. O que estava previsto fazer num período de três a quatro anos acabou por ser feito apenas em um e isso terá deixado todos os charnequenses orgulhosos a começar precisamente por José Manuel Santos que preside o clube há cerca de cinco anos.


O presidente reconhece que na próxima temporada o clube vai ter mais responsabilidades mas adianta que está preparado para isso. Manter todas as equipas na 1.ª Divisão Distrital para solidificar o seu estatuto é o principal objectivo do clube para a época desportiva de 2014/2015, que se aproxima.


“Sinto um enorme orgulho em liderar este grupo de trabalho”

Esta foi uma época fantástica para o Charneca de Caparica. Qual a análise global que faz ao trabalho realizado?
Analisando o trabalho desenvolvido por esta Direcção desde a sua eleição em 2009, posso dizer que esta época foi o culminar de muitas horas de trabalho e muitas reuniões com as autarquias que acabaram por ser compensadas em 2012 com a colocação do relvado sintético, na escolha das equipas técnicas e servir o clube e não servir-se dele. Foram estes os segredos do êxito. Sinto um enorme orgulho em liderar este grupo de trabalho. Estamos fortes e com uma enorme vontade de continuar a vencer.




Estava à espera do que aconteceu ou a época superou as expectativas?
O nosso projecto consistia em colocar no espaço de três ou quatro anos, após a instalação do sintético, as nossas equipas na 1.ª Divisão Distrital. Sabendo a qualidade dos atletas, esta época criámos expectativas em alguns escalões e a meio da temporada sentimos que podíamos subir em todos eles, foi exactamente isso que aconteceu. Ficámos muito satisfeitos mas na verdade tenho que dizer que os cinco títulos [juniores, juvenis, complementar de juniores, complementar de infantis e taça disciplina em juniores] e as quatro subidas de divisão superaram todas as expectativas.





“O Charneca de Caparica é neste momento um clube apetecível”

O brilharete conseguido faz aumentar as responsabilidades na próxima temporada?
Sem dúvida. Temos mais responsabilidades mas estamos preparados para as enfrentarmos. O Charneca de Caparica é neste momento um clube apetecível quer para atletas, quer para treinadores. Não temos qualquer dificuldade em formar as nossas equipas.

Com as saídas dos treinadores dos juniores e seniores o corpo técnico do Charneca de Caparica sofre algumas alterações. Qual vai ser a sua composição?
Sempre foi assim em todas as épocas. Saem uns, entram outros, mas o clube continua a crescer. Estamos habituados a lidar com estas situações. O Charneca de Caparica tinha apostado num novo modelo de coordenação que infelizmente não resultou porque talvez não fossem as pessoas certas e não se tivessem integrado na nossa mística. Aqui somos uma família, queremos vencer, mas não a qualquer custo porque há coisas mais importantes na vida que um jogo de futebol. Queremos um trabalho de formação sério e honesto em que os nossos jovens se sintam bem no clube e, neste sentido, já temos a estrutura montada para a próxima temporada sob a coordenação de Paulo Canhola e João Godinho, dois homens com competência que vêm dar outra dinâmica à nossa formação.


“Aos poucos queremos solidificar a nossa posição”

Quais as perspectivas para a nova temporada?
Os objectivos passam pela manutenção das equipas na 1ª Divisão. Temos que ser humildes e saber reconhecer as nossas limitações. Aos poucos queremos solidificar a nossa posição.

O novo treinador da equipa sénior [José Carlos Santos) referiu recentemente que o Charneca de Caparica tem uma dinâmica de fazer inveja a outros clubes do distrito. Como é que analisa esta opinião?
Ficamos honrados por ouvir isso. Quem poderá melhor avaliar a nossa forma de estar são as pessoas de fora ou as que chegam de novo ao clube porque ficam a perceber que somos realmente diferentes. Este é um estatuto e uma mística que queremos manter.

Terá ficado ainda algo importante por dizer?
Um agradecimento às autarquias pelas condições que nos proporcionaram. Sem elas não teríamos atingido este êxito. E, claro, aos atletas, técnicos, roupeiro, massagistas, directores e a todos que directa ou indirectamente contribuíram para o nosso sucesso. Obrigado a todos.

Post Bottom Ad

Responsive Ads Here