1.ª DIVISÃO AF SETÚBAL»» Banheirense 3 U. Santiago 1

Amândio Ramião deixou a sua marca no Vale da Amoreira…


NUM JOGO POUCO ATRACTIVO VENCEU A MELHOR EQUIPA


A União Banheirense recebeu e venceu no Municipal do Vale da Amoreira o U. Santiago no último jogo do campeonato que decorreu sem grandes registos dignos de qualidade.

Houve intensidade e uma boa entrega ao jogo por parte de ambas as equipas mas foi mal jogado porque houve muitas perdas de bola de parte a parte que deram origem a uma autêntica cavalgada de roubo e perda.

O Banheirense com jogadores rápidos na frente causou sempre dificuldades ao quarteto defensivo do União Santiago sendo de salientar três situações desperdiçadas com jogadores isolados na cara do guarda-redes Pinóia.

Marinho que cinco minutos antes já se tinha isolado e falhado o golo, desta feita não perdoou e abriu o placard fazendo o 1-0, aos 34 minutos. Passado pouco tempo veio o intervalo sem que nada mais de relevante tivesse acontecido.

Na segunda parte valeram os golos que se marcaram porque em termos de jogo jogado [tal como aconteceu na 1.ª parte] foi de baixa qualidade, sendo mesmo característico de jogo de fim de época.

Resta então dizer que os três golos foram precedidos de jogadas muito bonitas de envolvência, mostrando que quando se jogou bem, obteve-se êxito.

No 2-0, Alex finaliza à boca da baliza uma excelente jogada de Morgado pelo corredor esquerdo. Depois foi a vez de Ramirez trabalhar muito bem sobre a direita oferecendo já dentro da área de bandeja o golo a Amândio Ramião, que reduziu para 2-1, marcando assim o seu 21.º golo no campeonato que o coroou como o rei dos marcadores.

Já nos descontos na sequência de mais uma excelente jogada do Banheirense, novamente desenvolvida sobre a esquerda, possibilitou a finalização de China que fixou o resultado final em 3-1.

Numa breve análise feita ao desempenho das duas equipas há que realçar o 6.º lugar obtido pela equipa treinada por Rui Fonseca que realizou por isso mesmo um campeonato bastante positivo. Já o mesmo não se poderá dizer do U. Santiago que mudou duas vezes de treinador e ficou [em 12.º lugar] muito longe daquilo que planeou no início da temporada. De positivo na equipa alentejana foi o título de melhor marcador do campeonato conquistado por Amândio Ramião.  




RUI FONSECA, treinador do U. Banheirense:

“Fizemos um excelente campeonato”

“Mais do que falar do jogo em particular, penso que devemos falar no geral do que foi esta época 2015/2016, em que fizemos um excelente campeonato, obtendo um 6.º posto na classificação que muito nos honra. Quando partimos para esta época, os objectivos do Banheirense eram o de consolidar o clube na 1.ª Distrital e como tal era a manutenção o objectivo traçado. Sendo nós, a par do Beira-Mar de Almada as únicas equipas que não tem custos com os atletas, é de enorme satisfação aquilo que o grupo de trabalho obteve. Hoje importa referir pessoas que foram muito importantes para este nosso êxito. Em primeiro lugar parabéns aos rapazes que foram enormes, parabéns a toda a direcção do clube, que sempre deu tudo o que podia dar aos rapazes. Parabéns aos adeptos que sempre nos acompanharam. Parabéns aos três homens que nunca faltaram a um único treino, Leonel Cardeira, Amândio Jesus e José Inocêncio. Parabéns aos  quatro homens que me acompanharam e tão importantes foram no trabalho realizado: Alexandre Bita, André Mira, Bruno Simões e Ricardo Coelho. Para terminar fica o mais importante e o mais especial. Esta classificação, esta época, que do nosso ponto de vista foi espectacular, é toda dedicada a um homem que vivia o dia-a-dia deste clube com uma enorme paixão, e que no inicio da época infelizmente nos deixou, para ele, dedicamos com carinho e saudade, sr. José Manuel Torrão Leite da Costa”.






Share on Google Plus