CHARNECA»» Ânimos exaltados no Lavradio

Algumas insinuações ficaram no ar…


PRESIDENTE DO CHARNECA INDIGNADO COM O SEU HOMÓLOGO DO FABRIL


José Manuel Santos, presidente do Charneca de Caparica está bastante satisfeito com o desempenho da sua equipa neste campeonato referindo que é a melhor do concelho de Almada.

O presidente do Charneca de Caparica considerou injusto o resultado do jogo com o Fabril, adiantou que o árbitro esteve bem excepto em três lances que ditaram o resultado e no tempo de compensação que deu a mais. Apesar destes factos deu os parabéns ao Desportivo Fabril mas criticou a atitude do seu homólogo do Fabril ao solicitar o abandono do camarote para onde havia sido convidado pelo próprio antes do início do encontro.

Mas as críticas não ficaram por aqui, José Manuel Santos acusou também o presidente do Fabril de ter telefonado durante a semana a jogadores do Charneca a oferecer bilhetes gratuitos para a família e também as insinuações de um jogador do Fabril a perguntar quanto é que o Amora pagou.


“No início do jogo fomos convidados amavelmente para um camarote e quase no fim convidados a sair”

Em declarações ao nosso jornal, José Manuel Santos disse que “o Charneca de Caparica foi ao Barreiro para ganhar, como fazemos em todos os jogos que disputamos. Fizemos um excelente jogo e podíamos ter pontuado. O resultado foi injusto pelo que fizemos em campo e o árbitro esteve em bom plano, excepto em três lances que ditaram o resultado, uma agressão ao nosso jogador Fabinho que nem falta marcou, uma grande penalidade que não foi assinalada e deu 5 minutos de desconto que só terminou aos 9 minutos quando o Fabril marcou o golo… havendo de imediato invasão de campo sem que o jogo pudesse continuar”.

“Quero contudo dizer que quando chegámos ao estádio, eu e os elementos da direcção do Charneca fomos amavelmente convidados para irmos para os camarotes. Aceitámos e por lá ficámos, mas quando terminou o tempo de jogo (90+5’) fomos “convidados” a sair pelo presidente do Fabril que nos dizia algo transtornado “o que vocês vieram aqui fazer é uma vergonha”.

“Penso que se referia ao jogo ou antijogo mas quem assistiu pode confirmar que nós lutámos pela vitória, pena foi que o árbitro só terminasse o jogo quando o Fabril marcou”.

Troca de acusações e outras insinuações

“Perante esta atitude tive que dizer ao senhor que o que foi vergonhoso foi a sua atitude porque durante a semana antecedente ao jogo telefonou a jogadores do Charneca a oferecer bilhetes gratuitos para a família, e um jogador do Fabril a perguntar quanto é que o Amora pagou”.


“Apesar de tudo isto quero felicitar o Fabril pela conquista do título. Em minha opinião, não era a melhor equipa mas foi quem chegou na frente. Nós, cumprimos os nossos objectivos. Somos a melhor equipa no concelho de Almada”.



JOSÉ MANUEL SANTOS REPÕE VERDADE DOS FACTOS… 

“Após conversa com os jogadores, venho por este meio rectificar as declarações proferidas no Jornal de Desporto, em relação à oferta de bilhetes. A oferta foi efectivamente feita, mas por parte de um senhor de seu nome Gil, que segundo parece não pertence à direcção ou aos quadros do Fabril”.

 “Por tal facto, e por sermos sempre a favor da verdade desportiva, venho aqui rectificar o meu mal-entendido e pedir desculpa ao Fabril e ao seu presidente por esta situação, não deixando no entanto de criticar a sua atitude no final do encontro”.

Share on Google Plus