LAGAMEÇAS»» Reacção aos incidentes do jogo com o Alcacerense

Clube vai decidir castigos internos a aplicar…

LAGAMEÇAS DIZ QUE AS COISAS NÃO SE PASSARAM COMO O ALCACERENSE CONTOU

Hugo Mira, treinador do Lagameças, ausente no estrangeiro, não esteve presente no jogo em que a sua equipa defrontou o Atlético Alcacerense e, por essa razão, delegou competências nos seus adjuntos que, face aos acontecimentos, se escusaram a prestar declarações.

Já regressado ao país, Hugo Mira começou por pedir desculpa por nenhum dos seus adjuntos ter feito qualquer comentário ao jogo. “Já falei com eles que não gostei”, referiu.

Reacção do Lagameças aos incidentes…

Sobre os incidentes que levaram à suspensão do encontro, o treinador do Lagameças disse o seguinte:

“Após conversa com o presidente e com os meus dois adjuntos e depois de ouvir o que o Sr. Paulo Martins [treinador ao Alcacerense] falou parece que a equipa do Lagameças fez aquele papel todo, mas isso não é completamente verdade.

Houve dois jogadores que se envolveram em agressões e a seguir não foram quatro jogadores do Lagameças para um do Alcacerense mas sim agressões entre outros jogadores, tanto assim que foram expulsos três jogadores de cada equipa.

No entanto, será bom referir que antes desta situação lamentável ouve picardias entre o Senhor Paulo Martins e o meu guarda-redes, Boguinha, ao intervalo.

Segundo me informaram o senhor Paulo Martins passou a primeira parte bastante nervoso no banco, provavelmente pelo poder ofensivo que a minha equipa estava a ter.

Em relação aos adeptos que entraram dentro de campo, segundo me foi dito, eram adeptos do Alcacerense. As outras duas pessoas que lá estavam pertenciam à direcção do Grupo Desportivo Lagameças.


Clube reúne para decidir castigos a aplicar

É de lamentar toda esta situação. Pela nossa parte já decidimos a marcação de uma reunião entre jogadores, treinadores e direcção para decidirmos quais os castigos (internos) a aplicar. Não quero que passem a imagem de que o Lagameças é uma equipa de confusão porque não é para isso que trabalho.

Agora que o Lagameças está diferente dos últimos anos, em termos competitivos, é um facto e isso leva a que algumas equipas fiquem frustradas por não conseguirem fazer o que faziam, que era chegar jogar e ganhar fácil. Não, isso não vai voltar acontecer pelos menos até eu estar aqui”.

Share on Google Plus